Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade genética, morfológica e biológica, relações filogenéticas e taxonomia de tripanossomas (Trypanosomatidae: Trypanosoma) de morcegos

Processo: 12/14985-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Marta Maria Geraldes Teixeira
Beneficiário:Luciana Lima
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filogenia   Filogeografia   Trypanosoma   Chiroptera   Morcegos

Resumo

Embora se saiba há mais de 100 anos que morcegos de diversos continentes albergam tripanossomas de diversos subgêneros, o conhecimento sobre a diversidade genética, hospedeiros, vetores, ciclos de vida, distribuição geográfica e relações filogenéticas desses tripanossomas ainda é muito restrito. Nosso grupo vem realizando capturas de morcegos em diferentes biomas brasileiros há mais de 10 anos e, mais recentemente, também na África (Moçambique e Guiné Bissau), de forma que o laboratório atualmente dispõe de uma grande coleção de culturas de tripanossomas identificados por DNA barcoding. Nosso objetivo com esse projeto é dar continuidade a esses estudos, isolando novas culturas e detectando os parasitas diretamente nas amostras de sangue por métodos moleculares. Pretendemos, assim, ampliar o conhecimento sobre a diversidade morfológica, biológica e genética, bem como inferir relacionamentos filogenéticos e filogeográficos entre os tripanossomas das diversas famílias/gêneros/espécies de morcegos das diferentes regiões estudadas. O conjunto de dados será certamente importante para melhor entender a história evolutiva e, ao mesmo tempo, revisar a taxonomia dos tripanossomas de morcegos, o que permitirá a descrição de novas espécies e gêneros. As implicações de nossos estudos para o desenvolvimento de marcadores moleculares para diagnóstico, genotipagem e taxonomia serão exploradas. Estudos recentes sugerem que os tripanossomas ancestrais de T. cruzi e T. rangeli (espécies infectantes para o homem), juntamente com outros relacionados com essas duas espécies, restritos a morcegos ou parasitas de outros mamíferos, podem ter sido parasitas de morcegos que se dispersaram pelo mundo; alguns se adaptaram a mamíferos hospedeiros de outras ordens, dando origem às espécies mais generalistas. Novos estudos sobre tripanossomas de morcegos sul americanos e africanos são fundamentais para o entendimento da história evolutiva dos tripanossomas em geral e, em particular, das espécies infectantes para o homem: T. cruzi e T. rangeli.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LIMA, LUCIANA; ESPINOSA-ALVAREZ, ONEIDA; HAMILTON, PATRICK B.; NEVES, LUIS; TAKATA, CARMEN S. A.; CAMPANER, MARTA; ATTIAS, MARCIA; DE SOUZA, WANDERLEY; CAMARGO, ERNEY P.; TEIXEIRA, MARTA M. G. Trypanosoma livingstonei: a new species from African bats supports the bat seeding hypothesis for the Trypanosoma cruzi clade. PARASITES & VECTORS, v. 6, AUG 3 2013. Citações Web of Science: 39.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.