Busca avançada
Ano de início
Entree

Mistura de herbicidas empregados na cultura canavieira: toxicidade para peixes tropicais

Processo: 12/17140-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Mônica Accaui Marcondes de Moura e Mello
Beneficiário:Gabrielli Aparecida Sanches Tesolin
Instituição-sede: Instituto Biológico (IB). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cana-de-açúcar   Peixes   Toxicidade   Herbicidas   Ecotoxicologia

Resumo

Os herbicidas são os pesticidas mais comumente utilizados na agricultura, porém o impacto desta prática sobre organismos não-alvo não é bem conhecida. No ambiente, os herbicidas raramente estão sozinhos, mas quase não há a informações disponíveis sobre sua toxicidade combinada, o que faz do estudo de misturas uma abordagem particularmente relevante. A mistura de herbicidas no tanque de pulverização é uma prática comum entre os produtores rurais, ainda que seja proibida por lei. A cultura agrícola predominante no Estado de São Paulo é a cana-de-açúcar, compreendendo, aproximadamente, cinco milhões de hectares plantados. O objetivo deste estudo é avaliar o efeito da mistura dos herbicidas ametrina e diuron+hexazinone, amplamente empregados na cultura canavieira, para o ciprinídeo tropical paulistinha (Danio rerio), através de estudos de exposição em curto e longo prazo. A CL50-96h dos herbicidas e de suas misturas será determinada com o auxílio do pacote estatístico Sigma Plot 11.0. As concentrações efetivas (CE50) para cada endpoint serão determinadas com o auxílio da Planilha ToxCalc, construída no software Microsoft Excel. O nível de significância será estabelecido como sendo P < 0,05. Espera-se que, com os resultados obtidos neste projeto, seja possível determinar o potencial toxicológico da mistura de herbicidas ametrina, diuron e hexazinone para peixes tropicais, avaliando, se for o caso, seu uso no manejo da cultura de cana-de-açúcar. Espera-se também disponibilizar informações que auxiliem no estabelecimento de concentrações máximas permissíveis de contaminantes nos corpos de água, visando à proteção das comunidades aquáticas.