Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e quantificação de bactérias heterotróficas, cianobactérias e leveduras de sedimentos de áreas de manguezais impactados e não impactados por hidrocarbonetos e derivados

Processo: 12/18467-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Ana Julia Fernandes
Beneficiário:Bruna Del Busso Zampieri
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50805-0 - Identificação e quantificação de bactérias heterotróficas, cianobactérias e leveduras de sedimentos de áreas de manguezais impactados e não impactados por hidrocarbonetos, AP.BTA.R
Assunto(s):Bactérias heterotróficas   Cianobactérias   Leveduras   Hidrocarbonetos   Manguezais   Biorremediação

Resumo

A Zona Costeira está sujeita a inúmeros impactos e pressões causadas por atividades antrópicas, entre estas as atividades de exploração de petróleo. Estas atividades geram impactos por lançar nos estuários e manguezais diversos poluentes, entre eles os hidrocarbonetos e PAHs (hidrocarbonetos poliaromáticos). O ambiente marinho mais afetado por hidrocarbonetos é o sedimento, pois derivados de petróleo que atingem águas costeiras possuem maior densidade e acabam por se depositar nos substratos de fundo. Além disso, sedimentos contaminados apresentam maior dificuldade para remediação, pois os contaminantes ficam aderidos às partículas dos sedimentos e, em determinadas circunstâncias, uma parte destes pode ser ressuspendida, por processos turbulentos, para a coluna de água. Alguns microrganismos autóctones, componentes da alça microbiana, são capazes de degradar hidrocarbonetos (hidrocarbonoclásticos) por terem afinidade com esses compostos diante deste fato, a presença de certos microrganismos em grande número em sedimentos pode indicar a existência de contaminação por derivados de petróleo e possibilitar o isolamento de espécies microbianas com potencial utilidade na recuperação de áreas contaminadas. O presente estudo tem como objetivo caracterizar e quantificar bactérias heterotróficas, cianobactérias e leveduras em sedimentos de áreas de manguezais com e sem a presença de hidrocarbonetos (Santos e Cananéia, respectivamente). Através do isolamento dos gêneros numericamente dominantes dentro de cada grupo, serão selecionados microrganismos que possuam potencial de utilização como bioindicadores e como biorremediadores. As contagens de microrganismos serão feitas através de microscopia de epifluorescência, o isolamento de bactérias, cianobactérias e leveduras será feito por plaqueamento, empregando-se técnicas seletivas, quando necessário. A identificação da microbiota será realizada através da morfologia e de testes bioquímicos tradicionais. Os isolados serão mantidos em um banco de culturas para posterior identificação através de testes moleculares. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.