Busca avançada
Ano de início
Entree

O estado da arte sobre os possíveis serviços ambientais obtidos com a recuperação de áreas degradadas por mineração

Processo: 12/19368-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Convênio/Acordo: Vale-FAPEMIG-FAPESPA
Pesquisador responsável:Ciro Abbud Righi
Beneficiário:Yohana Cunha de Mello
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Empresa:Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). Instituto de Pesquisas Tecnológicas S/A (IPT)
Vinculado ao auxílio:10/51233-7 - Recuperação de áreas degradadas de mineração associando técnicas de bioengenharia de solos com geração e manutenção de serviços ambientais, AP.PITE
Assunto(s):Mineração   Restauração ecológica   Sustentabilidade

Resumo

A mineração é uma atividade fundamental para o desenvolvimento da humanidade e consiste na extração de minerais de interesse econômico e de uso direto. Dentre os vários impactos ambientais significativos causados pelas atividades mineiras, destacam-se a supressão da cobertura vegetal e o impedimento de sua regeneração. A presente proposta está inserida no projeto de pesquisa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) (Processo FAPESP n°: 10/51233-7), intitulado: "Recuperação de áreas degradadas de mineração associando técnicas de bioengenharia dos solos com a geração e manutenção de serviços ambientais"; a ser desenvolvido em conjunto com parceiros do meio acadêmico, dentre os quais, a Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ-USP). Este trabalho tem como objetivo verificar o estado da arte dos serviços ambientais na recuperação de áreas degradadas por mineração. Para tal, esse projeto de pesquisa contemplará duas partes, a teórica, com a revisão bibliográfica sobre o tema, e a prática, com a análise de áreas com técnicas de bioengenharia de solos implementadas, no que se refere ao potencial do componente vegetal na geração e manutenção de serviços ambientais. O resultado dessa iniciação científica baseará a proposta do projeto no qual está inserido, ou seja, apresentar uma alternativa sustentável à mineração, utilizando técnicas de bioengenharia dos solos para a recuperação das áreas degradadas por mineração. A utilização destas técnicas para áreas de mineração é inovadora, e conta com o componente vegetal como principal agente de recuperação, restabelecendo as interações ecossistêmicas. A relevância do resultado dessa iniciação científica para o projeto FAPESP n°: 2010/51233-7 está no auxílio à definição dos serviços ambientais a serem avaliados no modelo de recuperação de área degradada, a ser proposto pelo referido projeto. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.