Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização das ações do T3 na regulação da homeostase glicídica

Processo: 12/17430-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 10 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 09 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Maria Tereza Nunes
Beneficiário:Silvania da Silva Teixeira
Supervisor no Exterior: Paul Webb
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Houston Methodist Research Institute (HMRI), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:10/18151-7 - Caracterização das ações dos HT e do seu agonista GC-1 na regulação da homeostase glicêmica: estudo em células musculares e em ratos diabéticos, BP.PD
Assunto(s):Fisiologia endócrina   Tri-iodotironina   Metabolismo dos lipídeos   Metabolismo dos carboidratos

Resumo

Os hormônios tireoidianos (HTs) atuam regulando a expressão de genes. Dentre as várias ações dos HTs estão as ações metabólicas, sendo de nosso particular interesse as relacionadas ao metabolismo dos carboidratos e lipídios. Sabe-se que os HTs estimulam a expressão das enzimas das vias glicolítica e oxidativa, acelerando o processo de metabolização da glicose. Além disso, os HTs aumentam a expressão do gene SLC2A4, que codifica o GLUT4, o principal transportador de glicose dos tecidos muscular esquelético, cardíaco e adiposo. No entanto, nos estados de hiper e hipotiroidismo são relatadas alterações na homeostase glicêmica indicativas de resistência insulínica. Quanto ao metabolismo lipídico, há evidências de que os HTs exercem efeitos lipolíticos, por aumentarem a sensibilidade do tecido adiposo às catecolaminas, bem como de que reduzem a concentração de colesterol no plasma. O conjunto dos dados apresentados demonstra que algumas ações dos HTs, se estimuladas, poderiam trazer contribuição importante para a manutenção da homeostase glicídica, ao contrário de outras ações que a comprometem. Nesse sentido, nossos resultados mostraram que o tratamento crônico com T3 aumentou a sensibilidade à insulina em ratos diabéticos e diminuiu a sua glicemia. Considerando esses resultados, o presente trabalho tem o objetivo de identificar, em animais diabéticos tratados crônicamente com T3, as isoformas do receptor do HT envolvidas, determinar quais são os tecidos utilizados pelo T3 para controlar a homeostase glicídica e avaliar os mecanismos moleculares utilizados pelo T3 para promover a melhora da homeostase glicídica. Embora o uso do T3 como agente terapêutico seja pouco viável nessa condição experimental (diabetes), identificar os receptores envolvidos e os mecanismos moleculares pelos quais ele age, pode permitir que agonistas ou antagonistas específicos sejam produzidos e utilizados como estratégias terapêuticas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA TEIXEIRA, S.; FILGUEIRA, C.; SIEGLAFF, D. H.; BENOD, C.; VILLAGOMEZ, R.; MINZE, L. J.; ZHANG, A.; WEBB, P.; NUNES, M. T. 3,5-diiodothyronine (3,5-T2) reduces blood glucose independently of insulin sensitization in obese mice. ACTA PHYSIOLOGICA, v. 220, n. 2, p. 238-250, JUN 2017. Citações Web of Science: 18.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.