Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da variabilidade genética de Malassezia sp. da microbiota cutânea de indivíduos saudáveis e pacientes com caspa e dermatite seborreica

Processo: 11/16543-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luciana Campos Paulino
Beneficiário:Renan Cardoso Soares
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/08183-9 - Caracterização molecular da microbiota da pele e couro cabeludo em indivíduos saudáveis e em pacientes com caspa e dermatite seborréica, AP.JP
Assunto(s):Pele   DNA ribossômico   Malassezia   Lipase   Dermatite seborreica   Caspa

Resumo

A pele constitui-se de um ecossistema complexo habitado por diversos microorganismos, dentre eles bactérias e fungos. A microbiota fúngica da pele humana é ainda pouco caracterizada, porém é conhecido hoje que a vasta maioria dos fungos presentes na pele saudável pertencem ao gênero Malassezia. Embora façam parte da microbiota residente da pele humana, estes organismos estão também associados a doenças de pele, dentre elas a caspa e a dermatite seborreica, doenças de grande prevalência mundial. Entretanto, o papel que exercem no desenvolvimento destas doenças ainda não foi elucidado. Uma das hipóteses é a de que compostos metabólicos, particularmente aqueles derivados da atividade de lipases, poderiam ser irritantes à pele e assim estar associados ao desenvolvimento dos sintomas. Também não está claro por que organismos do gênero Malassezia são patogênicos para alguns indivíduos e em outros são encontrados na microbiota normal. Foi proposto que linhagens com genótipos específicos poderiam estar associadas às doenças. Assim, neste projeto, visamos analisar a diversidade genética de fungos do gênero Malassezia em indivíduos saudáveis e em pacientes com caspa e dermatite seborreica a fim de se verificar possíveis padrões associados à microbiota saudável e àquela associada às doenças. Para tanto, serão comparadas as sequências nucleotídicas de rDNA e de genes que codificam para lipases, bem como padrões de banda gerados por RFLP. Os resultados deste trabalho podem auxiliar na compreensão da variação genotípica de Malassezia sp. e sua relação com caspa e dermatite seborreica, além de contribuir para a compreensão da microbiota saudável da pele humana e de doenças de pele cuja etiologia ainda não está completamente elucidada.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOARES, RENAN CARDOSO; ZANI, MARCELO BERGAMIN; BELINI BAZAN ARRUDA, ANA CAROLINA; FAVARO DE ARRUDA, LUCIA HELENA; PAULINO, LUCIANA CAMPOS. Malassezia Intra-Specific Diversity and Potentially New Species in the Skin Microbiota from Brazilian Healthy Subjects and Seborrheic Dermatitis Patients. PLoS One, v. 10, n. 2 FEB 19 2015. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.