Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações de volume de ventrículos laterais em pacientes portadores de transtornos psicóticos: avaliação no primeiro episódio psicótico e após seguimentos de um ano e meio e de quatro anos, utilizando imagens de ressonância magnética

Processo: 12/07983-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Geraldo Busatto Filho
Beneficiário:Lucas Naufal Macedo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transtornos psicóticos   Esquizofrenia   Transtorno bipolar   Volumetria   Ressonância magnética   Ventrículos laterais

Resumo

Estudos longitudinais de Ressonância Magnética (RM) em pacientes com primeiro episódio psicótico, particularmente esquizofrenia, investigaram a possibilidade de uma progressiva deterioração da morfologia cerebral durante o período inicial da doença. Foram notadas perdas de substância cinzenta bem como aumento de ventrículos ao longo do tempo. Esta progressão de anormalidades nas estruturas cerebrais possivelmente está associada a pior prognóstico, podendo não ocorrer em pacientes com boa evolução clínica. O objetivo desse estudo é avaliar a volumetria ventricular cerebral utilizando ressonância magnética estrutural em pacientes com primeiro episódio psicótico e em dois seguimentos, o primeiro em 1,5 anos e o segundo em 4 anos, e em controles recrutados na mesma área geográfica dos pacientes, também avaliados nos seguimentos. Os volumes dos ventrículos laterais serão aferidos através do desenho da região de interesse (ROI - region of interest).Testaremos as hipóteses de que pacientes portadores de Esquizofrenia tem maior alargamento ventricular em relação aos portadores de psicoses afetivas e em relação aos controles e de que os pacientes com melhores prognóstico e evolução clínica, além de não apresentarem alargamento ventricular ao longo dos seguimentos, podem apresentar reversão das anormalidades estruturais presentes no primeiro episódio psicótico. (AU)