Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da influência dos parâmetros morfológicos e morfométricos na geração de corridas de detritos em Caraguatatuba (SP)

Processo: 12/17573-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Bianca Carvalho Vieira
Beneficiário:Vivian Cristina Dias
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Morfometria   Bacia hidrográfica   Previsão   Geomorfologia

Resumo

A deflagração dos movimentos de massa está relacionada a diversos fatores controladores, como morfologia da encosta, litologia, cobertura vegetal e solo, sendo portanto, fundamentais os estudos referentes à dinâmica e ao comportamento das encostas, em especial quando estas são submetidas a condições naturais extremas, como grandes índices pluviométricos. Devido as suas características naturais e ao histórico de ocorrência desses processos relacionados a tais condições extremas, a região de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo, foi selecionada como área de estudo para compreensão dos principais fatores controladores que influenciaram as ocorrências das corridas de detritos em bacias hidrográficas. Dessa forma, o principal objetivo dessa pesquisa é identificar os principais fatores morfológicos (relacionados às encostas específicamente) e morfométricos (relacionados à dinâmica hidrológica da bacia) que contribuem para a ocorrência de corridas de detritos no município de Caraguatatuba (SP). Para isso, serão selecionadas duas bacias hidrográficas com características similares, com e sem depósitos de corridas de detritos; serão mapeadas as cicatrizes dos escorregamentos rasos e dos depósitos das corridas de detritos deflagrados em 1967; identificados os principais parâmetros morfológicos e morfométricos das bacias analisadas; e por fim será feita uma avaliação quantitativa da relação entre os parâmetros morfológicos e morfométricos e os depósitos das corridas de detritos. Do ponto de vista geomorfológico espera-se encontrar uma correlação entre a morfologia das encostas (curvatura e ângulo) e das duas bacias hidrográficas e a ocorrências de corridas de detritos, que indique um padrão característico que favoreça a deflagração deste processo. Com esta pesquisa será possível identificas quais os parâmetros morfológicos e morfométricos mais significados na geração de corridas de detritos na Serra do Mar paulista.