Busca avançada
Ano de início
Entree

Remediação de solos contaminados por bifenilas policloradas (PCBs): um estudo usando materiais nanoestruturados de ferro metálico e plantas

Processo: 12/18341-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Sandra Regina Rissato
Beneficiário:Jéssica Vieira Roza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Fitorremediação   Materiais nanoestruturados

Resumo

Bifenilas Policloradas ou PCBs (Polychlorinated Biphenyls) fazem parte dos 12 poluentes orgânicos persistentes (POPs) conhecidos também como a "dúzia suja" (dirty dozen, em inglês) assim denominados pelas Nações Unidas para o Ambiente, Unep, ocorrida em maio de 2001 na capital sueca, Estocolmo. Devido às suas propriedades, esses compostos foram usados em misturas técnicas em diversas aplicações como fluidos isolantes elétricos e térmicos para transformadores e capacitores elétricos; fluidos hidráulicos; retardantes de chama em equipamentos elétricos e eletrônicos; plastificantes em adesivos, resinas e tecidos; óleos de corte em usinagens; agentes lubrificantes e aditivos de tintas.O uso freqüente dos PCBs aliado a práticas inadequadas de manuseio, descarte e acidentes industriais, resultaram na contaminação de diversas matrizes ambientais por esses compostos.A proposta deste trabalho é avaliar dois métodos de remediação de PCBs em solo: a fitorremediação utilizando Arachis pintoi (amendoim forrageiro) e a adição de nanopartículas de Ferro. Os estudos serão realizados em casa de vegetação sob condições controladas de umidade e temperatura.Para a avaliação dos PCBs em matrizes de solo e de planta serão utilizadas metodologias de extração e "clean-up" por cromatografia líquida preparativa em colunas utilizando adsorventes ou por partição líquido-líquido. A identificação e quantificação dos compostos estudados serão realizadas por cromatografia a gás de alta resolução acoplada a um detector de espectrometria de massas (GC-MS).Os resultados obtidos deverão contribuir não apenas no desenvolvimento de técnicas de remoção/remediação de solos contaminados, mas principalmente na ampliação do apelo tecnológico o qual envolve o uso de um bioindicador na validação do processo aplicado ao meio ambiente e como conseqüência à saúde humana.