Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos da glicose sobre beta-glicosidase produzida pelo fungo Myceliophthora thermophila M.7.7 e da adição de glicose isomerase sobre essa inibição durante a sacarificação do bagaço de cana de açúcar

Processo: 12/18769-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Eleni Gomes
Beneficiário:Emily Colferai Bonfá
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/12624-0 - Aplicação de métodos físico-químicos e enzimáticos na sacarificação do bagaço de cana: estudos de microrganismos, processos fermentativos relacionados e métodos de hidrólise, AP.TEM

Resumo

No Brasil, o etanol é produzido a partir do caldo de cana-de-açúcar, que é a matéria prima que oferece maior rendimento e menor custo de produção comercial. Porém, com a crescente demanda de etanol combustível, estima-se que em breve a produção de etanol não será suficiente para atender o mercado interno do país. Com a necessidade premente de aumentar a produção sem modificação considerável na área de canaviais, os resíduos industriais são vistos como matéria-prima alvo para a produção de etanol, considerando o grande volume de material gerado e o potencial de produção de açúcares fermentescíveis por meio de hidrólise. No entanto, várias dificuldades econômicas e técnicas são encontradas durante a conversão da biomassa em açúcares fermentescíveis, entre elas as limitações da eficiência enzimática no processo de sacarificação. Um desses entraves é a inibição da atividade da beta-glicosidase pelo açúcar redutor presente no meio da hidrólise, o que acaba por comprometer todo o processo hidrolítico sequencial pelas outras enzimas do complexo celulolítico. Os objetivos do presente trabalho são estudar o mecanismo de inibição da beta-glicosidase bruta, produzida pelo fungo termofílico Myceliophthora thermophila M.7.7 por fermentação em estado sólido, pela glicose e avaliar o efeito da adição da glicose isomerase aos meios reacionais e verificar se a conversão de D-glicose a D-frutose resulta em redução do efeito inibitório da glicose.