Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação não invasiva de hipertensão portal através da imagem ARFI (Acoustic Radiation Force Impulse) hepática e esplênica em pacientes com doença hepática crônica compensada

Processo: 12/12403-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 14 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 13 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Fernanda Fernandes Souza
Beneficiário:Fernanda Fernandes Souza
Anfitrião: Guadalupe Garcia-Tsao
Instituição-sede: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (HCMRP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Yale University, Estados Unidos  
Assunto(s):Gastroenterologia   Hipertensão portal   Cirrose hepática   Baço   Fígado

Resumo

Hipertensão portal é uma ocorrência comum na doença hepática crônica e está associada com as principais complicações de cirrose, incluindo ascite, encefalopatia hepática e hemorragia digestiva varicosa. O gradiente de pressão da veia hepática (HVPG), medida objetiva da pressão portal, é considerado o melhor indicador de prognóstico em pacientes com cirrose e hipertensão portal. Quando esse é maior que 10 mmHg correlaciona-se com o risco de descompensação clínica. As terapias preventivas da complicação clínica devem ser iniciadas quando o HVPG é > 10 mmHg, uma vez que a redução da pressão portal abaixo de 10 mmHg resulta na prevenção da descompensação clínica e de óbito. Apesar de o HVPG fornecer informação valiosa, esse método apresenta vários inconvenientes que limitam a sua utilização de rotina, tais como a falta de expertise local e sua natureza invasiva, com risco global de morte de 1/1000 procedimentos. Nesse contexto, nos últimos anos, número significativo de procedimentos não invasivos para avaliar fibrose e HVPG tem sido investigados. A imagem ARFI (Acoustic Radiation Force Impulse) tem sido proposta como um método alternativo na avaliação de elasticidade dos tecidos. Esta é uma técnica de ultrassom (US) na qual a velocidade de onda de cisalhamento é avaliada para determinar as propriedades elásticas dos tecidos alvo, através de software específico incorporado a um aparelho de US padrão. A avaliação da "rigidez do baço" (spleen stiffness - SS) pode representar ferramenta diagnóstica útil na avaliação da hipertensão portal. Assim, os objetivos desse estudo são: avaliar a correlação da rigidez do fígado e do baço mensurada pela imagem ARFI (Acoustic Radiation Force Impulse) com a pressão portal determinada pelo gradiente pressão da veia porta (HVGP) e com o grau de fibrose hepática, avaliado por biópsia hepática, em pacientes com doença hepática crônica compensada. (AU)