Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias terapêuticas para o tratamento de complicações cardiovasculares geradas pela descompartimentalização da hemoglobina em condições hemolíticas

Processo: 12/16903-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Jose Eduardo Tanus dos Santos
Beneficiário:Jose Eduardo Tanus dos Santos
Anfitrião: Mark T. Gladwin
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Pittsburgh (Pitt), Estados Unidos  
Assunto(s):Cardiologia   Óxido nítrico   Hemólise   Hemoglobinas

Resumo

O óxido nítrico (NO) é importante para a saúde cardiovascular e sua biodisponibilidade depende do balanço entre sua síntese e sua degradação. Há evidência indicando que o aumento das concentrações de hemoglobina livre no plasma compromete a biodisponibilidade do NO, causando disfunção endotelial, aumento da expressão de moléculas de adesão, ativação plaquetária e produção de espécies reativas de oxigênio. Fisiologicamente, a taxa de reação entre o NO e a hemoglobina é muito lenta, pois a hemoglobina está compartimentalizada nos eritrócitos. Entretanto, quando há hemólise intravascular, ocorre consumo aumentado de NO, comprometendo a ativação fisiológica da via NO/cGMP. Assim, estratégias terapêuticas estão sendo delineadas visando restaurar as concentrações fisiológicas de NO. Terapias que aumentem a atividade do NO (doadores de NO, estimulantes da eNOS, fármacos que inibam a degradação de GMP cíclico) são formas possíveis de se eliminar as sequelas provocadas pela descompartimentalização da hemoglobina. Neste projeto, pretendemos testar o uso de pequenas moléculas (fármacos e peptídeos) que se liguem irreversivelmente ao grupo heme da hemoglobina, acelerando o seu clearance ou bloqueando o acesso do NO ao grupo heme como possíveis alternativas para aumentar a biodisponibilidade do NO. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.