Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da diversidade química e genética em populações naturais de Erythrina mulungu Mart. ex Benth

Processo: 12/10218-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Bianca Waleria Bertoni
Beneficiário:Bruno Iglesias Benincasa
Instituição-sede: Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Campus Ribeirão Preto. Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Variação genética   Conservação   Análise do polimorfismo de comprimento de fragmentos amplificados   Cerrado   Plantas medicinais

Resumo

Erythrina mulungu Mart. ex Benth., uma planta medicinal do Cerrado brasileiro que tem efeito sobre o Sistema Nervoso Central (SNC), é muito utilizada como ansiolítico e anti-inflamatório e sua ação antinociceptiva demonstra ser independente do sistema opióide. Essa espécie foi incluída na lista de 66 plantas medicinais autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e seu uso está normatizado na resolução RCD nº10, de março de 2010, sendo portanto considerada sua inclusão em programas nacionais no combate a problemas de saúde primária. Mesmo sendo intensamente utilizada como fitoterápico, não se tem conhecimento da realização de estudos agronômicos e/ou genéticos que permitam o uso sustentável de E. mulungu. Considerando a relevância dessa espécie torna-se indispensável a realização de estudos genéticos que caracterizem a diversidade de E. mulungu em ambientes naturais. O objetivo deste projeto é avaliar a variabilidade genética entre indivíduos de E. mulungu usando marcadores moleculares AFLP. Conhecendo-se a diversidade da espécie será possível estabelecer estratégias de conservação que possibilitarão evitar ou minimizar a erosão genética.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: