Busca avançada
Ano de início
Entree

Fluxo de matéria orgânica em comunidades bênticas frente a condições de acidificação dos oceanos

Processo: 12/14032-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 08 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Paulo Yukio Gomes Sumida
Beneficiário:Camila Ortulan Pereira
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/04328-3 - Efeitos do aumento do CO2 atmosférico em comunidades microbianas marinhas: uma abordagem isotópica, BE.EP.DD
Assunto(s):Acidificação   Sedimentologia marinha   Ciclo do carbono

Resumo

O aumento da concentração do dióxido de carbono (CO2) na atmosfera vem causando o aquecimento global e a acidificação dos oceanos (AO), os quais cada vez mais são reconhecidos como importantes condutores de mudanças em sistemas biológicos. A AO tem o potencial de alterar de inúmeras maneiras a dinâmica biogeoquímica do carbono orgânico no oceano, levando a uma mudança na qualidade da matéria orgânica disponível para os organismos marinhos. Até agora, sabe-se muito pouco sobre como os sedimentos, os organismos que nele vivem e os processos que nele ocorrem vão reagir a mudanças na acidez da água do mar. Na costa brasileira, em especial, o estudo sobre os efeitos das mudanças climáticas nos processos bênticos ainda é incipiente. A presente proposta é um estudo experimental que utiliza uma combinação das técnicas de marcação de isótopos estáveis (carbono e nitrogênio) e técnicas moleculares com o intuito de seguir a incorporação do carbono orgânico e seu destino através da comunidade bêntica do sedimento marinho após a chegada de alimento fresco, em condições atuais e de baixo pH. Para tanto, pretende-se testar as seguintes hipóteses: 1) O material orgânico proveniente do microfitobentos é a principal fonte de carbono para as comunidades bênticas da zona costeira de Ubatuba e 2) A AO altera a incorporação do carbono orgânico em comunidades bênticas (bactérias, meio- e macrofauna). Os dados gerados serão extremamente úteis para que se entenda como as mudanças climáticas afetarão o ecossistema marinho. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
HARVEY, BEN P.; AL-JANABI, BALSAM; BROSZEIT, STEFANIE; CIOFFI, REBEKAH; KUMAR, AMIT; ARANGUREN-GASSIS, MARIA; BAILEY, ALLISON; GREEN, LEON; GSOTTBAUER, CARINA M.; HALL, EMILIE F.; LECHLER, MARIA; MANCUSO, FRANCESCO P.; PEREIRA, CAMILA O.; RICEVUTO, ELENA; SCHRAM, JULIE B.; STAPP, LAURA S.; STENBERG, SIMON; ROSA, LINDZAI T. SANTA. Evolution of Marine Organisms under Climate Change at Different Levels of Biological Organisation. WATER, v. 6, n. 11, p. 3545-3574, NOV 2014. Citações Web of Science: 20.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PEREIRA, Camila Ortulan. Fluxo de matéria orgânica em comunidades bênticas frente a condições atuais e de acidificação dos oceanos. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto Oceanográfico São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.