Busca avançada
Ano de início
Entree

Estresse em crianças de um Hospital Universitário e os doutores-palhaços

Processo: 12/14480-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Juliana Irani Fratucci de Gobbi
Beneficiário:Flávia Genta Saliba
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Neurofisiologia   Estresse psicológico   Humanização

Resumo

Existem várias formas de promover o bem-estar e a humanização dentro de um ambiente hospitalar, entre estas a presença de "doutores da alegria" ou "doutores-palhaços" (DP). Contudo, apesar da prática ser amplamente aceita e elogiada pelos atendidos, faltam validações e investigações mais cuidadosas sobre os mecanismos envolvidos. O projeto de extensão Médicos da Alegria da Faculdade de Medicina de Botucatu, UNESP, atua desde 2000 tentando minimizar o estresse dos pacientes do ambulatório de quimioterapia e dos internados na Enfermaria Pediátrica do Hospital das Clínicas de Botucatu através da atuação de DP. Uma das formas de se avaliar os efeitos desta prática é a dosagem de cortisol na saliva. O cortisol é conhecido como o hormônio do estresse, onde sua secreção é aumentada em resposta a algum desafio ambiental. As amostras de saliva são simples de serem obtidas em comparação a amostras de sangue. Portanto, o presente projeto tem como objetivo comparar efeitos da intervenção ou não dos DP para uma melhor caracterização da atuação dos DP nesta instituição. Assim sendo, serão entrevistadas crianças de 6 até 7 anos de idade internadas na Enfermaria de Pediatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, sobre: a) o grau de satisfação, b) sintomas de estresse e c) níveis de cortisol salivar. Os critérios de inclusão serão motivo de patologias agudas, de natureza clínica, com necessidade de hospitalização em período não superior a 30 dias, sendo excluídas crianças com qualquer tipo de lesão da cavidade oral e/ou dentária, que possa interferir na eficiência da coleta do material salivar, bem como crianças com patologias crônicas (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SALIBA, FLAVIA G.; ADIWARDANA, NATANAEL S.; UEHARA, ELIANE U.; SILVESTRE, RENATA N.; LEITE, VICTOR V.; FALEIROS, FRANCISCA T. V.; PADOVANI, FLAVIA H. P.; DE GOBBI, JULIANA I. F. Salivary cortisol levels: the importance of clown doctors to reduce stress. PEDIATRIC REPORTS, v. 8, n. 1, p. 12-14, 2016. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.