Busca avançada
Ano de início
Entree

CARACTERIZAÇÃO MORFOCULTURAL E MOLECULAR DE ISOLADOS DE COLLETOTRICHUM spp. PROVENIENTES DE DIFERENTES FRUTAS TROPICAIS

Processo: 12/16345-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Antonio de Goes
Beneficiário:Fernanda Dias Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Fitopatologia

Resumo

O Brasil é o terceiro maior produtor mundial de frutas, com aproximadamente 40 bilhões de toneladas anuais, e uma área plantada em torno de três milhões de hectares. Entretanto, esse setor ressente-se de problemas complexos, de natureza diversa, com particular enfoque para os de ordem fitossanitária, dentre eles, destaca-se a antracnose, causada por fungos do gênero Colletotrichum. As perdas resultantes desta doença dão-se em pré e pós-colheita, quando do beneficiamento em packing-house, assim como nos pontos de armazenamento e comercialização. Com base no exposto, o presente trabalho tem como objetivo: (i) levantar as espécies de Colletotrichum associadas aos sintomas de antracnose em seis tipos de frutas de importância econômica, sendo o abacate, banana, citros, goiaba, mamão e manga; (ii) determinar a frequência inter e intraespecífica das espécies associadas; (iii) determinar o nível de especificidade e/ou espectro de patogenicidade dos patógenos aos hospedeiros. Inicialmente será obtida uma coleção de isolados de Colletotrichum de frutos sintomáticos provenientes de diversas regiões produtoras do estado de São Paulo. Amostras adicionais de outros estados da Federação serão também contempladas nesse estudo. Posteriormente, serão realizados estudos quanto à caracterização morfocultural, por meio do aspecto da colônia e taxa de crescimento, formato e dimensões dos conídios; e caracterização molecular, por meio do sequenciamento das regiões ITS1-5.8S-ITS2, ²-tubulina, actina, glutamina sintetase, calmodulina e gliceraldeído 3-fosfato desidrogenase. Após a caracterização dos isolados, em ambiente de laboratório ou em casa de vegetação serão realizados testes de patogenicidade, com abordagem inter e intra-específica, no contexto de hospedeiros.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PEREIRA, Fernanda Dias. Caracterização morfocultural e molecular de isolados de Colletotrichum spp. provenientes de frutas tropicias. 2016. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.