Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das variáveis espaço-temporais da marcha de indivíduos com Parkinson submetidos ao tratamento com e sem estimulação cerebral profunda

Processo: 12/16634-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Paulo Roberto Garcia Lucareli
Beneficiário:Daiane Magalhães Gomes
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biomecânica   Marcha   Doença de Parkinson

Resumo

A doença de Parkinson (DP) é um distúrbio crônico e progressivo causado pela morte das células dopaminérgicas na substância negra compacta e das células produtoras de acetilcolina no núcleo pedunculopontinos sendo considerado o distúrbio motor mais comum dos núcleos da base. É caracterizada por rigidez muscular, bradicinesia, tremor de repouso, instabilidade postural e alterações na marcha. A estimulação cerebral profunda de alta freqüência (DBS) do núcleo subtalâmico é um dos tratamentos cirúrgicos de referência nos casos avançados da doença. Devido a escassez de dados na literatura que quantifiquem os efeitos da estimulação cerebral profunda do núcleo subtalâmico sobre as variáveis da marcha, faz-se necessário esse estudo. Além disso, esse trabalho é importante para proporcionar dados para a prática clínica, fornecendo dados relevantes, otimizando assim a avaliação e tratamento dessa população. Objetivo: Avaliar os efeitos da estimulação cerebral profunda de alta frequência sobre as variáveis espaço-temporais da marcha de indivíduos com DP. Materiais e Métodos: Serão enquadrados 12 pacientes com DP, com idade entre 41 e 71 anos, que foram submetidos ao tratamento cirúrgico de DBS de alta frequência. Os pacientes passarão por avaliações de marcha durante três períodos: OFF medicação (ausência de medicação anti-parkinsoniana por 12 horas) e ON estimulação (estimulador cerebral profundo ligado); ON medicação (sob efeito de medicação anti-parkinsoniana) e ON estimulação; ON medicação e OFF estimulação (estimulador cerebral profundo desligado). A análise cinemática da marcha será realizada pelo software SMART-BTS®. A análise estatística utilizará o teste de covariância (ANOVA). Será utilizado o software estatístico SPSS (Statistical Package for Social Science) versão 15.0 para Windows e será adotado valor de p d 0,05 como estatisticamente significante.