Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa de infecção por Brucella spp. e Morbillivirus em botos-vermelhos (Inia geoffrensis) de vida livre procedentes da Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá, Tefé, Amazonas, Brasil

Processo: 12/18065-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Lara Borges Keid
Beneficiário:Mayra Pereira Rocca
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças transmissíveis   Sorologia   Testes sorológicos   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Brucelose   Morbillivirus

Resumo

Atualmente, observa-se uma crescente preocupação por parte de diversos países e de órgãos internacionais de saúde e conservação animais quanto à necessidade de monitoramento da ocorrência e da distribuição de enfermidades infecciosas em populações de animais silvestres. A ocorrência de enfermidades infecciosas pode acarretar impacto na dinâmica e conservação de determinadas espécies silvestres, além de impactos na saúde dos animais domésticos e na saúde pública. Apesar da grande diversidade da fauna brasileira, existem poucos estudos relativos à ocorrência de doenças em populações de animais silvestres no Brasil. Estudos desta natureza são importantes pela possibilidade de elucidar formas de transmissão de enfermidades, de prever o impacto populacional das doenças e prevenir a emergência de novas enfermidades em populações de animais silvestres. Dentre as enfermidades infecciosas transmissíveis de maior relevância em populações de cetáceos marinhos, destacamos a brucelose e as infecções por morbilivirus. A brucelose nos cetáceos é causada pela Brucella ceti e foi associada a problemas reprodutivos, quadros de meningoencefalite e infecções em tecidos linfóides. Infeccções por morbillivirus foram relatadas em várias espécies de golfinhos e botos, causando epidemias com elevada mortalidade em algumas localidades. Dados sobre a ocorrência de enfermidades infecciosas em mamíferos aquáticos brasileiros são bastante escassos. Assim, o objetivo do presente estudo é pesquisar a ocorrência de infecção por Brucella spp. e Morbillivirus em botos-vermelhos de vida livre da Amazônia (Inia geoffrensis), espécie de cetáceo fluvial, endêmica da região Amazônica, procedentes da Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá, Tefé, Amazonas, Brasil. Serão utilizados exames laboratoriais indiretos, baseados em testes sorológicos para detecção de anticorpos séricos anti-Brucella. Amostras de leite e de swabs orais, nasais, anais, genitais e de lesões cutâneas serão submetidos ao cultivo microbiológico e à reação em cadeia pela polimerase para detecção direta de Brucella spp. e Morbillivirus. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ROCCA, Mayra Pereira. Pesquisa de infecção por Brucella spp. em botos-vermelhos (Inia geoffrensis) de vida livre, procedentes da reserva de desenvolvimento sustentável de Mamirauá, Tefé, Amazonas, Brasil. 2014. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ/SBD) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.