Busca avançada
Ano de início
Entree

Imagens intermitentes: operação crítica e procedimento nos livros de Nuno Ramos

Processo: 12/15358-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Teoria Literária
Pesquisador responsável:Marcos Antonio Siscar
Beneficiário:Júlia Vasconcelos Studart
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Arte contemporânea   Poesia do Brasil

Resumo

A ideia dessa pesquisa é investigar os modos de operação crítica e os procedimentos do trabalho literário do artista visual e escritor Nuno Ramos. Essa investigação toma como ponto de partida imagens que podem ser identificadas como demarcadoras do procedimento de Nuno Ramos, bem como as modulações de uso dessas imagens tomadas como intermitentes. Primeiro, uma imagem que ele sugere diretamente, retirada da poesia de João Cabral de Melo Neto, que é a imagem da literatura como uma "faca só lâmina" que invade a "esferologia" do mundo e, segundo, uma imagem que sugerimos para dialogar com o seu procedimento, retirada da poesia de Max Martins, que é a imagem da literatura como um "corpo exposto" sempre diante do horror do tempo presente. São imagens que surgem de um embate das figurações da literatura entre uma perturbação utópica, uma sugestão ética e uma inserção deliberada de resistência no espaço do presente como uma "sobrevivência" - das imagens e das formas (Georges Didi-Huberman) - e uma política para o mundo contemporâneo instituído sob o prisma esferológico da catástrofe (Peter Sloterdijk). A pesquisa procurará desenvolver uma série de leituras, ensaios críticos e dinâmicos para ler o movimento intertextual da literatura de Nuno Ramos, a partir dessas duas imagens retiradas da poesia moderna brasileira [além de outras que podem surgir durante a pesquisa], para tentar compreender e articular criticamente o que o seu trabalho sugere como imagem intermitente entre uma participação efetiva no circuito da arte e da literatura brasileira e, ao mesmo, um enfrentamento das normas desse circuito a partir do que essas imagens indicam no seu trabalho. Desta maneira, contribuir para uma leitura crítica da produção contemporânea brasileira e suas zonas de contato e colisão com a modernidade.