Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de algas para mitigação das emissões de CO2 no Setor Sucroenergético através de um novo modelo de biorrefinaria

Processo: 12/19157-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 14 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Joaquim Eugênio Abel Seabra
Beneficiário:Simone Pereira de Souza
Supervisor no Exterior: Anand R. Gopal
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Lawrence Berkeley National Laboratory, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/06917-8 - Avaliação de aspectos econômicos e ambientais da produção integrada de bioenergia e alimentos, BP.DR
Assunto(s):Balanço de energia   Etanol

Resumo

Devido à sua grande capacidade em realizar fotossíntese, as algas são muito eficientes na conversão de energia solar e de CO2 em lipídios a taxas muito superiores às oleaginosas agrícolas. Tendo como motivação a elevada geração de CO2 na indústria do etanol e o alto consumo de diesel nas etapas agrícolas da cana-de-açúcar, este projeto de pesquisa propõe avaliar um novo modelo de biorrefinaria que compreende a integração entre a produção e processamento de cana-de-açúcar e a produção de biodiesel de algas. A tecnologia para a produção das algas é fundamentada na captura e reciclagem do CO2 gerado nas dornas de fermentação do mosto de caldo de cana e na caldeira de biomassa. Esse modelo de biorrefinaria tem como potencial a substituição do diesel fóssil utilizado nas etapas agrícolas da cana-de-açúcar e a viabilização da transesterificação etílica do óleo em razão da integração com a produção de etanol. Os produtos da biorrefinaria compreenderiam o etanol de cana, o biodiesel de algas, a bioeletricidade, o açúcar, a proteína de algas, o ácido graxo poli-insaturado e a glicerina. O objetivo geral deste projeto é avaliar o desempenho ambiental desse novo modelo de biorrefinaria integrado ao setor sucroenergético brasileiro. Os aspectos ambientais tratados serão o balanço de energia fóssil-renovável e a capacidade de mitigação das emissões de GEE, tendo como técnica a Avaliação do Ciclo de Vida (ACV). O levantamento dos parâmetros referentes ao etanol de cana-de-açúcar foi realizado no Brasil, enquanto que os dados para o escopo do biodiesel de algas serão levantados durante o estágio de pesquisa no Lawrence National Berkeley Laboratory/UC Berkeley, em parceria com o Joint Bioenergy Institute (São Francisco, CA). Os resultados da ACV serão submetidos à análise de sensibilidade e análise de incerteza através do método de Monte Carlo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOUZA, SIMONE P.; GOPAL, ANAND R.; SEABRA, JOAQUIM E. A. Life cycle assessment of biofuels from an integrated Brazilian algae-sugarcane biorefinery. ENERGY, v. 81, p. 373-381, MAR 1 2015. Citações Web of Science: 20.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.