Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do Cultivo da Microalga Spirulina platensis em Soro de Queijo.

Processo: 12/14571-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Vanildo Luiz Del Bianchi
Beneficiário:Adilson de Jesus Chaves
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Spirulina platensis   Águas residuárias   Bioprocessos

Resumo

Este estudo é uma continuação do projeto de pesquisa de Iniciação Científica FAPESP (Processo: 10/11066-4), no qual foi constatada a possibilidade da microalga Spirulina Platensis atuar de forma heterotrófica e/ou mixotrófica em meios contendo tanto soro de queijo como águas residuárias de indústrias de laticínios, observando-se tanto um aumento da biomassa (equivalente ao meio tradicional de Schlösser, comumente utilizado) como a redução da DQO do sistema. A faixa de atuação foi com substratos abaixo de 1000 mg DQO L-1, obtendo-se uma redução de até 86% na concentração de DQO e a obtenção de 1440 mg L-1 da massa microbiana. Este estudo pretende aumentar a concentração de DQO do sistema, visando avaliar a influência da concentração do substrato, de inóculo inicial e da intensidade da luz, tanto no crescimento celular, como na redução da DQO. Pretende também, numa parte final, avaliar a possibilidade de utilização de diferentes biorreatores com os melhores resultados obtidos durante o estudo. Para tanto, o estudo vai utilizar água residuária de indústria de laticínios e soro de leite, em concentrações de DQO de 1000, 2500 e 5000 mg L-1, concentrações de inóculo de 10, 15 e 20% e intensidades de luz de 3000, 6000 e 9000 lux. Serão efetuadas análises de DQO, pH, concentração celular, no dia-a-dia da pesquisa e nitrogênio, ácidos graxos e clorofila da biomassa crescida nas melhores condições de cultivo obtidas. Os cultivos serão efetuados, inicialmente, em frascos de Erlenmeyer de 200 mL, em batelada, por um período de 10 dias para cada corrida. Na parte final, serão testados os biorreatores tubulares horizontal e vertical, "raceway", frascos de Erlenmeyer de maior volume e galões de 20 litros. Espera-se, com os resultados a serem obtidos, dar mais um passo na direção de aperfeiçoar esse sistema de tratamento que, além de apresentar eficiências similares ao tratamento aeróbio convencional, produz um material com potencial de uso na área de alimentos, farmacêutica e/ou energética. Os resultados obtidos serão apresentados em eventos científicos nacionais e/ou internacionais e submetidos a revistas especializadas da área.