Busca avançada
Ano de início
Entree

Células-tronco mesenquimais e células musculares lisas no reparo de aneurisma de aorta abdominal induzido em ratos pelo aumento da expressão de metaloproteinases MMP-2 e MMP-9

Processo: 12/17067-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Simone Gusmão Ramos
Beneficiário:Cristiane Tefé da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Células-tronco   Aneurisma da aorta abdominal   Células-tronco mesenquimais

Resumo

Células-tronco mesenquimais e células musculares lisas no reparo de aneurisma de aorta abdominal induzido em ratos pelo aumento da expressão de metaloproteinases MMP-2 e MMP-9Aneurisma de aorta abdominal (AAA) é definido como uma dilatação da aorta abdominal que excede 50% o seu diâmetro normal. Os AAAs foram considerados como problemas biomecânicos resultando em lesões estruturais irreversíveis, com enfraquecimento da parede aórtica e dilatação progressiva. Entretanto, evidências têm confirmado que os AAAs são resultados de um processo degenerativo crônico, principalmente pela destruição da camada média, com degradação da matriz extracelular e neovascularização. Modelos experimentais de AAAs têm sido descritos na literatura, entretanto, esses modelos apresentam diversas limitações. O modelo ideal de indução de AAAs seria o que incluísse características patológicas similares às observadas em humanos. Foi desenvolvido em nosso laboratório um modelo inédito de indução de AAA em ratos que associa dois fenômenos: lesão vascular e alterações hemodinâmicas do fluxo sanguíneo. A reparação cirúrgica é atualmente o único método eficaz para tratamento do AAA. Mas este tipo de intervenção é de alto custo associando-se a alta mortalidade. A terapia com células-tronco pode apresentar importante papel no desenvolvimento de novos tecidos e está sendo aplicada em doenças humanas. As células-tronco mesenquimais (CTMs) são capazes de se diferenciar em tecido conjuntivo, células musculares lisas (CMLs) e células do sistema vascular. As CMLs tem um importante papel nos AAAs, com consequente depleção na camada média durante a formação dos aneurismas. Entretanto, pouco se sabe sobre os efeitos da terapia com células-tronco nos AAAs. O objetivo deste estudo é investigar os efeitos da terapia com CTMs e CMLs nos AAAs já estabelecidos. Este projeto representa proposta inovadora em relação à terapia com células-tronco no reparo dos aneurismas e poderá fornecer novos subsídios para o conhecimento nessa importante área.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)