Busca avançada
Ano de início
Entree

Alteração do perímetro cefálico e craniano no envelhecimento

Processo: 12/19962-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Renata Eloah de Lucena Ferretti-Rebustini
Beneficiário:Juliana Oliveira Martins
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento   Geriatria   Promoção da saúde

Resumo

O envelhecimento está associado à alterações morfométricas crânio-encefálicas. É necessário saber se a alteração no perímetro cefálico acontece porque o perímetro craniano também diminui acompanhando as reduções de massa e volume ou se é decorrente da diminuição do couro cabeludo devido à alterações cutâneas. OBJETIVO: Verificar se existe diminuição do perímetro craniano durante o envelhecimento e correlacioná-lo com o perímetro cefálico, segundo gênero e faixa etária. METODOLOGIA: O presente foi devidamente aprovado pelo comitê de ética e pesquisa local. A amostra será composta por 240 casos, divididos igualmente entre gênero e faixa etária, autopsiados no Serviço de Verificação de Óbitos da Capital. Aanálise morfométrica será realizada a partir da aferição do perímetro cefálico total, do perímetro craniano total, da espessura do couro cabeludo e do crânio. Uma vez que objetiva-se avaliar o comportamento das variáveis resposta em função doenvelhecimento cerebral desprovido de doença clinicamente manifestada, serão excluídos todos os casos com comprometimento cognitivo. O comprometimento cognitivo será analisado através da escala CDR. Para a análise estatística analítica serão utilizados testes paramétricos e não paramétricos conforme as variáveis relecionadas, buscando identificar se existem correlações e o grau de significância das mesmas. Para tanto, será considerado significante os p-valores < 0,05, para um ± de 5%. Será utilizadoo software SPSS v17,0. Os resultados do presente estudo poderão contribuir para a prática clínica gerontológica, compondo com as ações para a senecultura.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.