Busca avançada
Ano de início
Entree

Percepções e atitudes de pacientes, familiares, profissionais de saúde e reguladores sobre questões bioéticas no Brasil e Reino Unido: o caso do carcinoma medular de tiróide hereditário e familiar

Processo: 12/21942-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 24 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 23 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Rui Monteiro de Barros Maciel
Beneficiário:Maria Sharmila Alina de Sousa
Supervisor no Exterior: Brian Salter
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of London, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:10/51546-5 - Carcinoma Medular de Tireóide Hereditário: percepção e atitude de pacientes, familiares e profissionais de saúde sobre questões bioéticas, BP.DR
Assunto(s):Bioética

Resumo

Ao mesmo tempo em que as pesquisas em Medicina Translacional oferecem oportunidades únicas para novas abordagens em prevenção, diagnóstico e tratamento de diversas doenças, em especial àquelas com padrão de herança genético, tais estudos fomentam desafios e dilemas científicos e éticos, reforçando a necessidade de se explorar também as dimensões moral e social da prática médica. Deste modo, se de um lado os benefícios provenientes do conhecimento do genoma humano estimulam a busca contínua de novas tecnologias, é fundamental que estas não sejam desvinculadas da interferência das dimensões ética, social, econômica e política. Assim, é necessário que pacientes e familiares afetados por doenças geneticamente herdadas, cujo padrão de progressão da doença depende de testes genéticos preditivos, tomem uma decisão informada quanto ao seu destino e, nesta circunstância, a atuação do profissional de Saúde é fundamental.Dadas tais considerações, o objetivo deste estudo é avaliar de maneira aprofundada algumas questões sobre a percepção e atitude dos pacientes, familiares, profissionais de saúde e reguladores diretamente ligados à pesquisa, diagnóstico e tratamento da neoplasia endócrina múltipla tipo 2 (MEN2, do inglês Multiple Endocrine Neoplasia type2) e do carcinoma medular de tiroide hereditário e familiar (FMTC, do inglês Familial Medullary Thyroid Carcinoma), doenças causadas por mutações no gene RET. Para tal, buscaremos compreender os ganhos e/ou prejuízos provenientes do uso extensivo de testes genéticos preditivos para prevenção, diagnóstico e prognóstico sob os pontos de vista bioético, sociocultural, científico, institucional, político e humanístico e, eventualmente, propor alternativas para a prática vigente.Neste projeto estudamos a população de pacientes e familiares com MEN2 e/ou FMTC seguida no contexto do consórcio BRASMEN, que já atinge cerca de 1.000 indivíduos, e nos profissionais de saúde envolvidos em seus cuidados. Partimos agora aos seguintes objetivos específicos: 1) Prospecção, desenvolvimento e implementação da abordagem qualitativa de pesquisa por meio de entrevistas no formato de História Oral de Vida com as coortes de pacientes e familiares, com os profissionais de saúde nos centros do consórcio BRASMEN, e reguladores da área no Brasil e Reino Unido conforme pormenorizado na metodologia e resultados alcançados no relatório entregue à FAPESP em agosto de 2012, via colaboração estabelecida com o grupo do Department of Political Economy, King's College London;2) Investigação da existência de um perfil brasileiro de entendimento e aderência às novas tecnologias advindas dos avanços das pesquisas em Medicina Translacional em câncer na Era Pós-Genômica, dentro do contexto do consórcio BRASMEN estabelecido por nosso grupo, via comparação entre Brasil e Reino Unido, buscando verificar qualitativamente as percepções e atitudes de pacientes, familiares, profissionais de saúde e reguladores, por cada uma das partes, frente a questões bioéticas, tais como câncer hereditário familiar, testes genéticos preditivos e Medicina Preventiva;3) Proposição a agências regulatórias brasileiras, a partir da análise crítica de teorias e modelos implementados no Reino Unido, abordagens mais adequadas ao contexto nacional para reformular ou repensar o modus operandi dos sistemas de assistência clínica, e de pesquisa e ensino para profissionais em saúde, em diferentes áreas e níveis, de modo a contemplar os atuais dilemas operacionais de rotina clínica, laboratorial e de pesquisa acadêmica sobre prevenção, diagnóstico, e tratamento de pacientes e familiares portadores de câncer hereditário e/ou familiar, com base no exemplo ilustrativo de FMTC e/ou MEN2. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARIA SHARMILA ALINA DE SOUSA; DANTE MARCELLO CLARAMONTE GALLIAN; RUI MONTEIRO DE BARROS MACIEL. From ‘Me’ to ‘Us’: solidarity and biocitizenship in the Brazilian cancer precision medicine innovation system. Saúde debate, v. 43, n. spe2, p. 114-132, Nov. 2019.
MACIEL, RUI M. B.; CAMACHO, CLEBER P.; ASSUMPCAO, LIGIA V. M.; BUFALO, NATASSIA E.; CARVALHO, ANDRE L.; DE CARVALHO, GISAH A.; CASTRONEVES, LUCIANA A.; DE CASTRO JR, FRANCISCO M.; CEOLIN, LUCIELI; CERUTTI, JANETE M.; CORBO, ROSSANA; FERRAZ, TANIA M. B. L.; FERREIRA, V, CARLA; FRANCA, M. INEZ C.; GALVAO, HENRIQUE C. R.; GERMANO-NETO, FAUSTO; GRAF, HANS; JORGES, ALEXANDER A. L.; KUNII, ILDA S.; LAURIA, MARCIO W.; LEAL, VERA L. G.; LINDSEY, SUSAN C.; LOURENCO JR, DELMAR M.; MADER, LEA M. Z.; MAGALHAES, PATRICIA K. R.; MARTINS, JOAO R. M.; CECILIA MARTINS-COSTA, M.; MAZETOR, GLAUCIA M. F. S.; IMPELLIZZERI, ANELISE I.; NOGUEIRA, CELIA R.; PALMERO, I, EDENIR; PESSOA, CENCITA H. C. N.; PRADA, BIBIANA; SIQUEIRA, DEBORA R.; SOUSA, MARIA SHARMILA A.; TOLEDO, RODRIGO A.; VALENTE, FLAVIA O. F.; VAISMAN, FERNANDA; WARD, LAURA S.; WEBER, SHANA S.; WEISS, V, RITA; YANG, JI H.; DIAS-DA-SILVA, MAGNUS R.; HOFF, ANA O.; TOLEDO, SERGIO P. A.; MAIA, ANA L. Genotype and phenotype landscape of MEN2 in 554 medullary thyroid cancer patients: the BrasMEN study. ENDOCRINE CONNECTIONS, v. 8, n. 3, p. 289-298, MAR 2019. Citações Web of Science: 3.
MARTINS-COSTA, M. CECLIA; CUNHA, LUCAS L.; LINDSEY, SUSAN C.; CAMACHO, CLEBER P.; DOTTO, RENATA P.; FURUZAWA, GILBERTO K.; SOUSA, M. SHARMILA A.; KASAMATSU, TERESA S.; KUNII, ILDA S.; MARTINS, MRCIO M.; MACHADO, ALBERTO L.; MARTINS, JOAO R. M.; DIAS-DA-SILVA, MAGNUS R.; MACIEL, RUI M. B. M918V RET mutation causes familial medullary thyroid carcinoma: study of 8 affected kindreds. Endocrine-Related Cancer, v. 23, n. 12, p. 909-920, DEC 2016. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.