Busca avançada
Ano de início
Entree

Xanthomonas campestris pv. campestris: sobrevivência e detecção de nichos ecológicos em campos de cultivo de brássicas com ocorrência de podridão-negra

Processo: 12/22521-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Maringoni
Beneficiário:Tadeu Antônio Fernandes da Silva Júnior
Supervisor no Exterior: Jan van der Wolf
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Wageningen University, Holanda  
Vinculado à bolsa:11/18527-0 - Xanthomonas campestris pv. campestris: sobrevivência e detecção de nichos ecológicos em campos de cultivo de brássicas com ocorrência de podridão-negra, BP.PD
Assunto(s):Couve-flor   Ecologia   Sobrevivência   Xanthomonas campestris   Podridão (doença de planta)

Resumo

A podridão negra, incitada por Xanthomonas campestris pv. campestris (Xcc), é uma das doenças mais importantes das brássicas em muitos países, podendo levar a perdas superiores a 60% na produção. O conhecimento dos nichos ecológicos de sobrevivência de bactérias fitopatogênicas é de extrema importância para o manejo adequado de fitobacterioses, uma vez que uma pequena quantidade de inóculo sobrevivente entre os ciclos de cultivo pode ser suficiente para iniciar uma nova epidemia no campo. Em vista disso, através da utilização de um mutante de Xcc resistente a 100 ¼g.mL-1 de rifampicina, a capacidade de sobrevivência da bactéria será avaliada em diferentes ensaios. A sobrevivência de Xcc na forma de células livres no solo será avaliada em quatro ensaios, sob condições de campo, em diferentes épocas do ano, e em três ensaios sob condições controladas. O período de sobrevivência de Xcc em restos culturais de couve-flor será determinada em três ensaios sob condições de campo, durante diferentes épocas do ano. A colonização epifítica, endofítica e da rizosfera de plantas cultivadas e plantas daninhas por Xcc será avaliada em ensaios realizados sob condições controladas. Coletas em campos de cultivo de brássicas com histórico de ocorrência de podridão-negra serão realizadas para se verificar a presença de Xcc em plantas daninhas (solo da rizosfera, filoplano e colonização endofítica). Colônias bacterianas com características semelhantes a Xcc serão quantificadas, selecionadas e submetidas à caracterização pelos testes de coloração diferencial de Gram, hidrólise de amido, crescimento em meio de cultura YDC, patogenicidade e PCR. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VAN DER WOLF, JAN; KASTELEIN, PIETER; FERNANDES DA SILVA JUNIOR, TADEU ANTONIO; LELIS, FLAVIA VIEIRA; VAN DER ZOUWEN, PATRICIA. Colonization of siliques and seeds of rapid cycling Brassica oleracea plants by Xanthomonas campestris pv. campestris after spray-inoculation of flower clusters. European Journal of Plant Pathology, v. 154, n. 2, p. 445-461, JUN 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.