Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de xilooligossacarídeos a partir da hidrólise química e enzimática do bagaço de cana

Processo: 12/22928-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Glaucia Maria Pastore
Beneficiário:Paulo Roberto Donatti Filho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/09100-2 - Produção de xilooligossacarídeos a partir da hidrólise química e enzimática do bagaço de cana, AP.R
Assunto(s):Endo-1,4-beta-xilanases   Microbiologia industrial   Hidrólise enzimática   Xilo-oligossacarídeos

Resumo

Atualmente há um grande interesse mundial pelo aproveitamento tecnológico de resíduos agroindustriais como fonte renovável para produção de alimentos e biocombustíveis. Os materiais lignocelulósicos (MLCs) são uma fonte rica em polissacarídeos, celulose e hemicelulose, utilizados para o desenvolvimento de tecnologias na produção de álcool, xilose, xilitol, xilooligossacarídeos (XOS) e outros. Os XOS são oligossacarídeos pouco comuns, considerados fibras dietéticas solúveis que apresentam atividade prebiótica, favorecendo a melhora nas funções intestinais, ação imunológica, antimicrobiana e outros benefícios à saúde. Os tratamentos mais estudados para a obtenção do XOS são: pré-hidrólise ácida, pré-hidrólise alcalina, autohidrólise e hidrólise enzimática, porém a quebra das ligações presentes nestes compostos é relativamente difícil e onerosa, o que limita a produção de XOS. O complexo xilanolítico deve ter atividade endo-xilanase e enzimas que removam os grupos laterais tais como grupo acetil, porém deve ter baixa atividade beta-xilosidases para atenuar a produção de xilose, a qual provoca inibição na produção de XOS. A produção enzimática dos XOS é preferida pelas indústrias de alimentos devido a alguns problemas associados às tecnologias químicas. No presente projeto propõe-se estudar a associação da hidrólise química e enzimática para a produção dos XOS a partir de microrganismos isolados e utilizando bagaço de cana como substrato. Cálculos de rendimento e produtividade do processo também serão avaliados.