Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistemática do gênero Ochmacanthus: um grupo de bagres tropicais lepidófagos (Teleostei: Siluriformes: Trichomycteridae)

Processo: 12/16750-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Mario Cesar Cardoso de Pinna
Beneficiário:Caio Santos Neto
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Evolução animal   Filogenia   Morfologia animal   Sistemática

Resumo

Este projeto propõe um estudo taxonômico detalhado sobre o gênero de bagres lepidófagos Ochmacanthus. O táxon faz parte do conjunto de peixes neotropicais conhecidos popularmente como candirús, de especial relevância evolutiva, comportamental e ecológica, mas ainda pouco conhecidos em todos os aspectos de sua sistemática e biologia. O gênero Ochmacanthus contem atualmente cinco espécies consideradas válidas. Entretanto, a última revisão ocorreu há quase 100 anos, e é amplamente reconhecido que a taxonomia do gênero encontra-se severamente deficiente. As delimitações e diagnoses das espécies são insatisfatórias, tornando as identificações incertas ou impossíveis. Esta situação é particularmente conspícua em vista da abundância de representantes do gênero e sua aparente importância ecológica em muitos habitats neotropicais. Assim, primeiramente o trabalho irá realizar uma avaliação do número e da delimitação das espécies de Ochmacanthus. Esta parte do estudo será uma revisão taxonômica formal, que incluirá sinonímias, diagnoses, descrições e distribuições geográficas de todas as espécies reconhecidas no estudo como válidas. O vasto material coletado nas últimas poucas décadas e já disponível para estudo em coleções brasileiras forma uma base especialmente oportuna para o estudo proposto. Além disso, será realizada uma análise filogenética que irá testar o monofiletismo de Ochmacanthus e determinar seu posicionamento filogenético entre os Stegophilinae, subfamília a qual pertence o gênero. Os dados, tanto para a revisão como para a análise filogenética, serão obtidos da morfologia externa (incluindo morfometria), padrão de pigmentação e anatomia interna (especialmente osteologia), que serão combinados com dados previamente propostos. Os resultados serão relevantes para a avaliação da biodiversidade e evolução de um componente relativamente pequeno, porém importante da ictiofauna neotropical. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)