Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de língua eletrônica híbridas visando à discriminação de cervejas

Processo: 12/20387-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Thiago Regis Longo Cesar da Paixão
Beneficiário:João Ricardo Coelho Junqueira
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cerveja   Quimiometria   Sensores eletroquímicos   Língua eletrônica

Resumo

Diversas técnicas analíticas são utilizadas para caracterizar as substâncias responsáveis pelas propriedades organolépticas em amostras de cerveja. Contudo, a cerveja é constituída por mais de 800 compostos e muitos deles são responsáveis pelas características da cerveja, ou melhor, pela formação de uma impressão digital química dessa amostra. No caso de amostras tão complexas, fica difícil escolher um único método clássico para avaliação da amostra, apesar disso, nesse tipo de análise, é mais importante se obter informações sobre a composição global da amostra e o que a torna singular frente às outras amostras (impressão digital química). Dessa forma, a utilização de técnicas ou instrumentos analíticos alternativos para analisar esse tipo de amostra torna-se necessário. Nesse sentido, as características das línguas eletrônicas coadunam com as necessidades para esse tipo de análise. No presente projeto pretende-se desenvolver e estudar o funcionamento de novos dispositivos inteligentes (línguas eletrônicas) utilizando medidas eletroquímicas e de massa conjuntamente com ferramentas quimiométricas, com o intuito de discriminar amostras de interesse alimentício (cervejas, segundo origem e processo de fabricação). (AU)