Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de membranas adsortivas como uma nova alternativa para a destoxificação do hidrolisado hemicelulósico visando à produção de etanol

Processo: 12/23034-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Convênio/Acordo: FAPEMIG
Pesquisador responsável:Silvio Silvério da Silva
Beneficiário:Eugenia Abiricha Montesi
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57926-4 - Etanol: pesquisa e desenvolvimento visando ao aproveitamento integrado do bagaço de cana-de-açúcar para a produção biotecnológica do etanol lignocelulósico, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Etanol   Bagaço de cana-de-açúcar   Destoxificação   Hidrolisado hemicelulósico

Resumo

Com o propósito de aumentar a fermentabilidade dos hidrolisados obtidos após o prétratamento, é necessário reduzir a concentração, ou eliminar totalmente do meio, os compostos tóxicos gerados no pré-tratamento e hidrólise. Dependendo dos mecanismos empregados para a eliminação dos inibidores, o presente projeto visa estudar a eficiência e viabilidade operacional de um método inovador de destoxificação do hidrolisado utilizando membranas adsortivas de troca iônica em colaboração com a Colorado State University /EUA. (AU)