Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação experimental da combustão do glicerol pelo processo de Oxy-Fuel para redução das emissões e otimização da eficiência energética

Processo: 12/12879-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial
Pesquisador responsável:Fernando de Souza Costa
Beneficiário:Ana Maura Araujo Rocha
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Combustão   Glicerol

Resumo

Atualmente, muitos países buscam diminuir sua dependência energética dos combustíveis fósseis e buscam reduzir as emissões dos gases causadores do efeito estufa, especialmente do CO2, o que tem motivado a procura por fontes energéticas alternativas, como os biocombustíveis. O biodiesel é um biocombustível com grande potencial para redução de CO2 e pode ser produzido a partir de diferentes vegetais. No entanto, um dos maiores problemas na produção de biodiesel é a formação de glicerol como subproduto que não pode ser descartado na natureza e que tende a se tornar um problema ambiental e econômico cada vez maior, pois a produção e as reservas mundiais de glicerol se encontram em expansão. Torna-se assim urgente buscar novas utilizações para o glicerol. O presente trabalho propõe utilizar o glicerol como combustível, buscando-se otimizar os processos de atomização, mistura e queima do glicerol em uma câmara de combustão, visando obter boas eficiências energética e econômica. Isto se constitui em um grande desafio científico e tecnológico, devido ao baixo poder calorífico, alta viscosidade, alta temperatura de ignição do glicerol e emissão de poluentes tóxicos durante a queima do glicerol. Será utilizado o processo de combustão oxy-fuel, uma vez que possui vantagens em relação a processos convencionais de queima, como a redução das emissões de NOx, UHC, CO e CO2 (caso este seja sequestrado). Apesar do grande número de publicações existentes em anos recentes sobre o processo de queima oxy-fuel, os relatos sobre sua utilização para a queima do glicerol são escassos na literatura mundial, o que torna a presente proposta um trabalho pioneiro que fornecerá subsídios para uma melhor compreensão dos fenômenos físico-químicos envolvidos no processo de queima do glicerol. Os resultados obtidos poderão, eventualmente, agregar valor à produção de biodiesel e contribuir para o desenvolvimento de uma tecnologia nacional de queima do glicerol.