Busca avançada
Ano de início
Entree

Modificações pós-traducionais (PTMs) da glicoproteína de superfície GP82, a principal adesina das formas metacíclicas de Trypanosoma cruzi

Processo: 12/14369-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:José Franco da Silveira Filho
Beneficiário:Esteban Mauricio Cordero Veas
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Espectrometria de massas   Trypanosoma cruzi   Biologia molecular

Resumo

As modificações pós-traducionais (PTM) são processos que podem alterar o tamanho, composição, função e/ou localização das proteínas. Entre elas, a adição de âncora de glicosilfosfatidilinositol (GPI) altera o tamanho e composição das proteínas pela clivagem das extremidades amino- e carboxi-terminal. Estas modificações são bastante conservadas entre eucariotos, ocorrem co-traducionalmente no retículo endoplasmático, onde uma peptidase reconhece o peptídeo sinal remove a extremidade amino-terminal da proteína nascente e a transamidase cataliza a clivagem/adição da âncora GPI na extremidade carboxi-terminal.A glicoproteína GP82, presente nas formas metacíclicas infectivas de Trypanosoma cruzi, é uma adesina estágio-específica inserida na superfície celular por âncora de GPI que tem papel preponderante nos processos de adesão/invasão do parasita na célula hospedeira. Análises in silico da proteína GP82 permitiram a identificação de putativos sítios de clivagem e processamento nas extremidades amino- e carboxi-terminal, mas até a presente data, tais predições não foram confirmadas experimentalmente.Muitos dos fatores de virulência de T. cruzi (TS, GP82, GP90 e mucinas) estão ancorados na membrana plasmática via GPI. O presente trabalho visa determinar experimentalmente as regiões envolvidas na modificação pós-traducional de adição de âncora GPI, que gera as extremidades amino- e carboxi-terminal da proteína GP82 madura, principal adesina das formas metacíclicas de T. cruzi. A estratégia a ser utilizada consiste na transfecção de T. cruzi com diferentes construções que expressam a proteína GP82 contendo um epítopo (c-myc) ou em fusão com a proteína verde fluorescente (GFP). A distribuição destas proteínas quiméricas será analisada por microscopia óptica e eletrônica e fracionamento bioquímico. Os peptídeos gerados serão analisados por espectrometria de massa e degradação de Edman.Muitos membros da superfamília TS e de outras famílias de proteínas GPI-ancoradas como GP63, MASP e mucinas de T. cruzi apresentam significativo grau conservação nas regiões amino- e carboxi-terminal. Como os sinais envolvidos na ancoragem por GPI encontram-se principalmente nas regiões amino- e carboxi-terminal, os protocolos aqui descritos para análise da GP82 poderão ser aplicados aos outros membros da superfamília TS e de outras famílias de proteínas GPI-ancoradas de T. cruzi.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CORDERO, ESTEBAN M.; CORTEZ, CRISTIAN; YOSHIDA, NOBUKO; DA SILVEIRA, JOSE FRANCO. Signal peptide recognition in Trypanosoma cruzi GP82 adhesin relies on its localization at protein N-terminus. SCIENTIFIC REPORTS, v. 9, MAY 13 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.