Busca avançada
Ano de início
Entree

A deficiência funcional de células dendríticas promovida pelo câncer pode ter início em seus precursores hematopoiéticos

Processo: 12/17643-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 22 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Jose Alexandre Marzagão Barbuto
Beneficiário:Ana Carolina Franco Ferreira
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/54599-5 - Células dendríticas: elementos integrados do sistema imune - enfoque aplicado, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):14/14302-1 - Recrutamento do NF-kB durante a diferenciação de células dendríticas - possível modulação por células tumorais, BE.EP.PD
Assunto(s):Monócitos   NF-kappa B   Células dendríticas   Neoplasias   Biologia molecular

Resumo

As células dendríticas (DCs) são células apresentadoras de antígeno altamente eficientes e que apresentam deficiências funcionais em pacientes com câncer. Esse fenômeno pode ser um importante mecanismo de escape tumoral, já que a modificação funcional das DCs pode impedir que se desenvolva uma resposta imune eficaz contra os tumores. Sendo assim, qualquer tentativa de se induzir uma resposta imune contra tumores deverá levar em conta esta deficiência e, idealmente, corrigi-la. Interessantemente, DCs geradas in vitro a partir de precursores oriundos de pacientes com câncer também apresentam essas deficiências, indicando efeito sistêmico do câncer sobre os precursores das DCs. Entender os mecanismos moleculares da ação dos tumores sobre a resposta imunológica via DC e em que momento da via hematopoiética isso ocorre é fundamental pra o uso mais eficiente de tratamentos imunoterápicos contra o câncer. Nesse contexto, a família do fator nuclear kappa-B (NF-kB) é alvo indispensável de estudo, visto que ela está envolvida não apenas na maturação das DCs, mas também na sua diferenciação. Dessa forma, o objetivo do presente projeto é avaliar a influência de tumores sobre a diferenciação in vitro de DCs a partir de monócitos ou células progenitoras hematopoiéticas (HPC) CD34+ e o papel do NF-kB nesse processo. Para isso, linhagens mielomonocíticas serão co-cultivadas com linhagens tumorais e avaliaremos o efeito dessa situação sobre as células mielomonocíticas e sobre a diferenciação das mesmas em DCs. Pretende-se também utilizar técnicas de manipulação genética para tentar amenizar/reverter as alterações encontradas.