Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização das células dendríticas utilizadas em um ensaio clínico de fase I/II de vacina terapêutica anti-HIV

Processo: 12/17822-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Telma Miyuki Oshiro Sumida
Beneficiário:Laís Teodoro da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imunoterapia   HIV   Células dendríticas

Resumo

A imunoterapia baseada em células dendríticas derivadas de monócitos (MoDCs) constitui uma estratégia promissora para o tratamento de indivíduos infectados pelo HIV. Devido à sua notória plasticidade, populações heterogêneas de MoDCs podem ser obtidas in vitro, dependendo das condições da cultura. Consequentemente, pode variar a capacidade destas células em secretar citocinas e expressar moléculas que participam do processo de apresentação antigênica (MHC, moléculas de adesão e co-estimuladoras), interferindo no perfil e eficácia da resposta imune. Atualmente está em andamento em nosso laboratório um protocolo clínico de vacinação terapêutica para o tratamento de indivíduos cronicamente infectados pelo HIV, sem uso de terapia anti-retroviral. Deste modo torna-se oportuna uma investigação mais aprofundada sobre as características das DCs inoculadas nos indivíduos incluídos no estudo. Tal fato oferece a rara oportunidade de correlacionar aspectos fenotípicos e funcionais das MoDCs com uma resposta in vivo. Neste contexto, o objetivo deste estudo é caracterizar MoDCs de indivíduos infectados pelo HIV utilizadas na imunoterapia com relação a aspectos fenotípicos e funcionais e correlacionar com a resposta à vacinação. Para tal as MoDCs serão investigadas com relação ao perfil de expressão de moléculas de superfície através de citometria de fluxo, perfil de citocinas produzido através de citometria intracelular, capacidade fagocítica através da avaliação de internalização de partículas de dextran, habilidade migratória através de ensaio de quimiotaxia em câmara de transwell, e capacidade em induzir resposta específica in vitro, através da avaliação de produção de citocinas por linfócitos autólogos estimulados pelas MoDCs. Os resultados obtidos poderão fornecer evidências sobre as características de MoDCs que poderiam promover uma melhor resposta pós-vacinal, abrindo caminho para o aperfeiçoamento da vacina terapêutica. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, LAIS TEODORO; DA SILVA, WANESSA CARDOSO; DE ALMEIDA, ALEXANDRE; REIS, DENISE DA SILVA; SANTLLO, BRUNA TERESO; RIGATO, PAULA ORDONHEZ; DA SILVA DUARTE, ALBERTO JOSE; OSHIRO, TELMA MIYUKI. Characterization of monocyte-derived dendritic cells used in immunotherapy for HIV-1-infected individuals. Immunotherapy, v. 10, n. 10, p. 871-885, AUG 2018. Citações Web of Science: 1.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Laís Teodoro da. Caracterização das células dendríticas utilizadas em um ensaio clínico de fase I/II de vacina terapêutica anti-HIV. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.