Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de inflamassoma induzido por urato monosódico em monócitos de gestantes portadoras de pré-eclâmpsia

Processo: 12/21287-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Maria Terezinha Serrão Peraçoli
Beneficiário:Mariana Leticia Matias
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/00693-9 - Efeito da hiperuricemia no plasma de gestantes portadoras de pré-eclâmpsia sobre a autofagia em células mononucleares, BE.EP.MS
Assunto(s):Interleucina-18   Interleucina-1   Pré-eclâmpsia

Resumo

A pré-eclâmpsia (PE) é uma complicação clínica da gravidez, caracterizada por hipertensão e proteinúria, identificadas após a 20a. semana de gestação. Essa patologia está associada com hiperuricemia, valores séricos elevados de citocinas inflamatórias, ativação de leucócitos e estresse oxidativo. Níveis elevados de ácido úrico no plasma de gestantes com PE têm sido considerados não apenas como um marcador de gravidade, mas representam uma contribuição direta para a patogênese da PE. Cristais de ácido úrico podem ativar um complexo intracelular denominado inflamassomo, uma estrutura multi-protéica, importante para o processamento e liberação das citocinas inflamatórias IL-1beta e IL-18. Receptores Nod-like ou NLR (proteína contendo domínio de oligomerização nucleotídica), são proteínas citosólicas, presentes em células da imunidade inata, que reconhecem padrões moleculares associados a patógenos ou produtos endógenos citoplasmáticos e recrutam outras proteínas, formando complexos de sinalização que promovem a inflamação. O presente projeto tem como objetivos: a) Avaliar o estado de ativação, endógena e induzida por urato monossódico, de monócitos em gestantes portadoras de pré-eclâmpsia pela presença de inflamassomo NLRP1/NLRP3 e associação com a produção de IL-1beta, TNF-alfa e IL-18 por essas células; b) Correlacionar os níveis plasmáticos de ácido úrico com a ativação do inflamassomo e produção de citocinas inflamatórias por monócitos de gestantes com PE. Serão estudadas 46 gestantes, sendo 23 normotensas e 23 portadoras de pré-eclâmpsia, pareadas pela idade gestacional e 23 mulheres saudáveis não grávidas. Monócitos de sangue periférico serão incubados a 37oC, em atmosfera constante de 5% de CO2, na presença ou ausência de urato monosódico. O sobrenadante obtido após 18h de cultivo será aspirado e empregado para dosagem das citocinas TNF-alfa, IL-1beta e IL-18 pela técnica de ELISA. A presença de inflamassomo nessas células será avaliada pela expressão gênica de NLRP1/NLRP3, ASC, caspase-1, IL-1beta, IL-18 e TNF-alfa por PCR em tempo real (qPCR)logo após a coleta do sangue (expressão endógena) ou após ativação in vitro com urato monosódico (expressão ativada).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MATIAS, Mariana Leticia. Análise de inflamassoma induzido por urato monossódico em monócitos de gestantes portadoras de pré-eclampsia. 2015. 98 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.