Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do sulfeto de hidrogênio (H2S) no remodelamento das vias aéreas e nos níveis de citocinas na inflamação alérgica pulmonar

Processo: 12/21230-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:Heloisa Helena de Araujo Ferreira
Beneficiário:Matheus Casagrande Ribeiro
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Bragança Paulista. Bragança Paulista , SP, Brasil
Assunto(s):Inflamação   Pulmão   Asma   Remodelação das vias aéreas   Interleucinas   Sulfeto de hidrogênio

Resumo

A asma alérgica é uma doença caracterizada por hiperreatividade brônquica e pela inflamação crônica das vias aéreas com importante infiltrado de eosinófilos, mastócitos e linfócitos T auxiliares (Th), cujo surgimento é decorrente da ação das citocinas derivadas dos linfócitos Th1, Th2 e Th3. A resposta do linfócito Th2 pode ser induzida pela interleucina (IL)-25 que influência tanto a indução como a amplificação da inflamação alérgica pulmonar em ratos, possivelmente por retardar a apoptose, promovendo a persistência dos eosinófilos nas vias aéreas dos asmáticos. Dentre os radicais gasosos que exercem importantes funções em vários aspectos fisiológicos e patológicos pulmonar, muita atenção tem sido dada ao sulfeto de hidrogênio (H2S), que mostrou influenciar a resposta inflamatória e o remodelamento das vias aéreas. O H2S também diminuiu os níveis de IL-6 e -8 na inflamação não alérgica pulmonar, além de reduzir in vitro a síntese de IL-1beta, -6 e TNF-alfa e aumentar a IL-10 pelos macrófagos. Pesquisas recentes do nosso laboratório demonstraram que o tratamento com o doador de H2S, o hidrossulfeto de sódio - NaHS, teve efeito benéfico na inflamação alérgica pulmonar por diminuir a infiltração de eosinófilos e o estresse oxidativo. O objetivo do presente projeto de pesquisa é verificar o efeito do H2S no remodelamento das vias aéreas e nos níveis de citocinas relacionadas à alérgica, com a IL-1beta, IL-4, IL-5, IL-10, IL-25, TNF-alfa, eotaxin, TGF-beta1 and VEGF.