Busca avançada
Ano de início
Entree

Paleomagnetismo e petrogênese de unidades paleoproterozóicas do evento Uatumã no norte do Cráton Amazônico

Processo: 12/20335-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 14 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Pesquisador responsável:Manoel Souza D'Agrella Filho
Beneficiário:Paul Yves Jean Antonio
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/23036-0 - Paleomagnetismo e petrogênese de unidades Paleoproterozóicas do evento Uatumã no norte do Cráton Amazônico, BE.EP.DR
Assunto(s):Paleomagnetismo   Paleoproterozoico

Resumo

Durante o Paleoproterozóico (1,98 Ga a 1,78 Ga), um expressivo plutonismo anorogênico do tipo AMGC cobre extensa área da região norte do Cráton Amazônico, o qual foi coletivamente designado evento Uatumã. Localmente, este evento tem recebido outros nomes, tais como, Surumu, Iriri, Sobreiro e Colider, os quais afloram nos Estados de Roraima (Grupo Surumu), Pará (Grupo Iriri, Formação Sobreiro) e Mato Grosso (Grupo Iriri e Suíte Intrusiva Colider). As unidades Surumu (1,98-1,96 Ga) e Colider (1,78 Ga) têm sido alvos de estudos paleomagnéticos, com resultados muito importantes para a evolução geodinâmica do Cráton Amazônico. Neste projeto, pretende-se dar continuidade ao estudo paleomagnético das rochas pertencentes às unidades Iriri e Sobreiro, com idade de 1,88 Ga. A amostragem realizada para o estudo paleomagnético fornecerá ainda uma oportunidade de estudar a petrologia destas rochas vulcânicas formadas no final do Paleoproterozóico. Para isso, em complemento a caracterização textural e de mineralogia magnética (cf § 4.2), pretende-se realizar, através do uso de microssonda eletrônica, a análise química das principais fases minerais. Pretende-se também fazer a análise de elementos maiores e elementos traços em rocha total para um grupo de amostras representativas. Essas análises serão realizadas durante o estágio de doutorado sanduíche junto a Universidade Paul Sabatier (Toulouse-França), sob a supervisão da Professora Anne Nédélec (co-orientadora). Os dados obtidos neste projeto possibilitarão caracterizar este vulcanismo do ponto de vista geoquímico, associando-o ao seu plutonismo original. Além disso, permitirão testar os modelos geodinâmicos propostos para o cráton, situando esta unidade em reconstruções paleogeográficas globais, testando assim, as configurações propostas para o supercontinente Columbia, além de estabelecer a curva de deriva polar aparente para o Cráton Amazônico no intervalo entre 1,97 e 1,78 Ga. Estão planejados pelo menos quatro trabalhos de campo para amostragem das áreas alvo, com a participação de geólogos com experiência na cartografia geológica das respectivas áreas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANTONIO, PAUL Y. J.; D'AGRELLA-FILHO, MANUEL S.; TRINDADE, RICARDO I. F.; NEDELEC, ANNE; DE OLIVEIRA, DAVIS C.; DA SILVA, FERNANDO F.; ROVERATO, MATTEO; LANA, CRISTIANO. Turmoil before the boring billion: Paleomagnetism of the 1880-1860 Ma Uatuma event in the Amazonian craton. GONDWANA RESEARCH, v. 49, p. 106-129, SEP 2017. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.