Busca avançada
Ano de início
Entree

Sucesso de acasalamento e custo de forrageamento de uma espécie de ave com sistema reprodutivo de lek: integrando as teorias de seleção sexual e forrageamento ótimo

Processo: 12/20593-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Marco Aurelio Pizo Ferreira
Beneficiário:César Cestari
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/16674-0 - Sucesso de acasalamento e custo de forrageamento de uma espécie de ave com sistema reprodutivo de lek: integrando as teorias de seleção sexual e forrageamento ótimo, BE.EP.PD
Assunto(s):Comportamento animal   Comportamento de forrageamento animal   Seleção sexual   Aves

Resumo

O conhecimento das forças que influenciam a seleção natural é uma questão básica em biologia. Freqüentemente, essas forças podem ser conflitantes e resultarem em custos e benefícios que influenciam os resultados da seleção. Esta pesquisa integrará os princípios da seleção sexual e forrageamento ótimo para entender melhor o comportamento de aves em áreas de lek, e como estes comportamentos influenciam o sucesso reprodutivo de machos. No sistema reprodutivo de lek, os machos se exibem para as fêmeas, que geralmente escolhem os machos mais vigorosos para acasalar. Os machos possuem alta variação no sucesso reprodutivo - poucos machos acasalam com a maioria das fêmeas. Sendo assim, este tipo de sistema de acasalamento constitui uma situação ideal para uma inédita integração dos princípios de seleção sexual e forrageamento ótimo. Estudos têm demonstrado que o período em que machos ficam nas áreas de lek (ou exibição) está intimamente relacionado com o sucesso reprodutivo, o que significa que existe uma forte pressão para minimizar o tempo gasto longe de áreas de lek em outras atividades fundamentais, tais como o forrageamento. Desta forma, machos com sucesso reprodutivo provavelmente também são eficientes forrageadores. Neste estudo, nós iremos verificar esta hipótese utilizando uma combinação de observações e experimentos com a rendeira (Manacus manacus) em locais de Mata Atlântica no estado de São Paulo. Este estudo também dará início a um período de colaboração científica entre os laboratórios de pesquisa da UNESP - Rio Claro e Universidade da Flórida (USA) que possuem objetivos em comum de estudo com seleção sexual, frugivoria e energética. (AU)

Publicações científicas (6)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CESTARI, CESAR; PIZO, MARCO AURELIO; LOISELLE, BETTE A. Display activity and foraging costs of a frugivorous lekking bird. Wilson Journal of Ornithology, v. 130, n. 4, p. 869-873, DEC 2018. Citações Web of Science: 0.
GONCALVES, CRISTINA DA SILVA; CESTARI, CESAR. Grazing of the lambari fish Deuterodon iguape is associated with mouth morphology. ZOOLOGISCHER ANZEIGER, v. 274, p. 127-130, MAY 2018. Citações Web of Science: 0.
CESTARI, CESAR; GONCALVES, CRISTINA S.; SAZIMA, IVAN. Use flexibility of perch types by the branch-camouflaged Common Potoo (Nyctibius griseus): why this bird may occasionally dare to perch on artificial substrates. Wilson Journal of Ornithology, v. 130, n. 1, p. 191-199, MAR 2018. Citações Web of Science: 2.
CESTARI, CESAR. SAME-SEX MOUNTING BEHAVIOR BETWEEN JUVENILES AND ADULT MALES OF THE WHITE-BEARDED MANAKIN (MANACUS MANACUS). Ornitologia Neotropical, v. 28, p. 277-280, 2017. Citações Web of Science: 1.
CESTARI, CESAR; LOISELLE, BETTE A.; PIZO, MARCO AURELIO. Trade-Offs in Male Display Activity with Lek Size. PLoS One, v. 11, n. 9 SEP 28 2016. Citações Web of Science: 5.
CESTARI, CESAR; PIZO, MARCO AURELIO. Seed dispersal by the lek-forming white-bearded manakin (Manacus manacus, Pipridae) in the Brazilian Atlantic forest. JOURNAL OF TROPICAL ECOLOGY, v. 29, n. 5, p. 381-389, SEP 2013. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.