Busca avançada
Ano de início
Entree

A violência agrária no Brasil: em busca de um "padrão" latino-americano

Processo: 12/19252-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Políticas Públicas
Pesquisador responsável:Artur Zimerman
Beneficiário:Artur Zimerman
Anfitrião: Wendy Wolford
Instituição-sede: Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Local de pesquisa : Cornell University, Estados Unidos  
Assunto(s):Sociologia rural   Violência   Análise quantitativa   América Latina

Resumo

A violência agrária no Brasil está constantemente presente e é muito maior no período democrático do que na época de regimes militares. A literatura não tem dado importância à discussão da violência por disputas de terra e, ao invés, dá ênfase à reforma agrária e não foca a violência em si, como era de se esperar.Países da América Latina apresentam disputas de terra que resultam em violência. Há indícios que tal violência no campo tenha vários elementos semelhantes ao que ocorre no Brasil. Neste estudo será investigado se a América Latina, em geral, apresenta um padrão comportamental semelhante ao que ocorre com a violência agrária no Brasil, pelo método indutivo. Para tanto, analisaremos os vários países da região, com critérios utilizados na investigação de disputas de terra no Brasil.Caso seja comprovada tal semelhança da violência agrária no Brasil e em países latino-americanos, o próximo passo será a formulação de políticas públicas para a redução da violência agrária na América Latina como um todo, com o intuito de auxiliar os tomadores de decisão no continente.A metodologia a ser utilizada é a quantitativa, auxiliada com elementos qualitativos. Ela se pautará pela construção de um banco de dados e sua análise posterior de variáveis e indicadores da violência agrária no Brasil e em certos países latino-americanos. Haverá auxílio de informações por meio de entrevistas à lideranças camponesas e de grandes proprietários de terra, para um melhor entendimento da questão proposta. (AU)