Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da influência da produção industrial de enzima celulase no desempenho energético-ambiental da produção de etanol de segunda geração

Processo: 12/18219-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Produção
Pesquisador responsável:Feni Dalano Roosevelt Agostinho
Beneficiário:Ana Beatriz Bressan Bertaglia
Instituição-sede: Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Paulista (UNIP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bioetanol   Celulase   Energia   Biorrefinarias   Biocombustíveis de segunda geração   Desempenho ambiental

Resumo

Etanol é atualmente reconhecido como uma boa alternativa aos combustíveis fósseis utilizados no setor de transportes, onde o Brasil possui posição de destaque mundial na produção de etanol de primeira geração derivado de cana-de-açúcar. Na tentativa de melhorar ainda mais o desempenho energético, econômico, social e ambiental das atuais usinas produtoras, as chamadas Biorrefinarias estão sendo consideradas nas discussões político-científicas, onde se pretende produzir o chamado etanol de segunda geração derivado de material celulósico; bagaço resultado da moagem da cana-de-açúcar. A idéia é o uso integral da matéria-prima, ao mesmo tempo reduzindo a necessidade de expandir a área canavieira atual para suprir a demanda de etanol pelo mercado, evitado problemas relacionados com a produção de alimentos. Dentre as muitas rotas tecnológicas existentes, a plataforma bioquímica considerando o pré-tratamento do bagaço de cana-de-açúcar com vapor superaquecido e posteriormente a hidrólise enzimática sugere ser a rota adotada pelas usinas brasileiras a médio e longo prazo. Para isso, enzimas celulase são necessárias na conversão da celulose e hemicelulose em açúcares fermentáveis para sua posterior conversão em etanol de segunda geração. Muitos estudos vêm sendo publicados avaliando aspectos tecnológicos, energéticos, ambientais e econômicos da produção de etanol de segunda geração, porém, em sua maioria, a produção das enzimas não é avaliada com grande profundidade, levantando dúvidas sobre a influência da produção industrial de enzimas no desempenho geral de uma biorrefinaria. Neste sentido, este projeto de pesquisa objetiva utilizar as ferramentas Análise de Energia Incorporada, Avaliação Energética e estimar as emissões diretas e indiretas de CO2 para avaliar o desempenho energético-ambiental da produção industrial de enzimas e verificar sua influência na produção de etanol de segunda geração. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AGOSTINHO, FENI; BERTAGLIA, ANA B. B.; ALMEIDA, CECILIA M. V. B.; GIANNETTI, BIAGIO F. Influence of cellulase enzyme production on the energetic-environmental performance of lignocellulosic ethanol. ECOLOGICAL MODELLING, v. 315, n. SI, p. 46-56, NOV 10 2015. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.