Busca avançada
Ano de início
Entree

Um estudo do fantástico contemporâneo espanhol: contos e minicontos de Cristina Fernández Cubas, José María Merino e Ángel Olgoso

Processo: 12/21996-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 09 de setembro de 2013
Vigência (Término): 18 de março de 2014
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Teoria Literária
Pesquisador responsável:Roxana Guadalupe Herrera Alvarez
Beneficiário:Roxana Guadalupe Herrera Alvarez
Anfitrião: Juan Herrero Cecilia
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidad de Castilla-La Mancha, Ciudad Real (UCLM), Espanha  
Assunto(s):Literatura espanhola   Realismo fantástico

Resumo

Até anos relativamente recentes, no contexto da literatura espanhola, o fantástico não recebia a devida atenção por parte da crítica, seja porque era considerado como subliteratura ou como gênero menor, seja porque havia uma espécie de consenso que via a literatura espanhola como expressão do realismo, segundo afirmam David Roas e Ana Casas na Introdução do número especial "Lo fantástico en España (1980-2010)", publicado pela revista Ínsula em 2010. Sem dúvida, essa percepção tem passado por modificações visíveis ao longo dos últimos anos na Espanha, como pode ser notado pela (re)descoberta, valorização e publicação de obras de literatura fantástica dos séculos XIX e XX, tanto as produzidas em território espanhol quanto as de diversos países (ROAS, 2010). Outro dado relevante é a postura da crítica acadêmica, a qual vem criando um espaço de discussão favorável, no contexto universitário, ao fantástico e seus teóricos e autores. Nesse sentido, a produção crítica e teórica de Juan Herrero Cecilia, docente da Universidad de Castilla-La Mancha, e as obras artísticas e teóricas de David Roas, docente da Universidad Autónoma de Barcelona, têm contribuído para demarcar e apreciar a produção literária de escritores contemporâneos importantes no contexto da literatura fantástica espanhola. Esta pesquisa propõe um estudo do conto e do miniconto fantásticos, produzidos atualmente na Espanha, a partir da seleção de um conjunto de textos literários que serão analisados com o auxílio de teorias elaboradas no âmbito acadêmico espanhol e que enfocam o fantástico, o conto e o miniconto. Para tal, foram selecionados três destacados escritores espanhóis contemporâneos: Cristina Fernández Cubas (1945-), José María Merino (1941-) e Ángel Olgoso (1961-). Esses três escritores têm produzido, ao longo das últimas décadas do século XX e início deste século, obras de literatura fantástica que estabelecem um diálogo profícuo com a tradição do gênero no tocante, entre outras coisas, ao tratamento de temas consagrados como o duplo, a casa assombrada, o sonho, a morte, a loucura, só para citar alguns. Pretende-se, por meio desta pesquisa, apreender a concepção de fantástico que norteia suas obras literárias e também objetiva-se compreender como a escolha das formas conto e miniconto está decisivamente ligada à obtenção do efeito que redunda no caráter fantástico dado por Cubas, Merino e Olgoso a suas narrativas. Para o estudo dos contos e minicontos selecionados para a pesquisa, as propostas de Juan Herrero Cecilia, parte delas exposta na sua obra Estética y pragmática del relato fantástico. Las estrategias narrativas y la cooperación interpretativa del lector (2000), além de obras teóricas produzidas por David Roas, como o ensaio Tras los límites de lo real. Una definición de lo fantástico (2011), revelam-se fundamentais. Espera-se que os resultados obtidos ao finalizar esta pesquisa possam estabelecer pontes com a literatura brasileira e hispano-americana por meio da ampliação do leque de autores e críticos a serem estudados em projetos futuros. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)