Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção da enzima recombinante acetilcolinesterase da lagarta do cartucho-do-milho (Spodoptera frugiperda) para estudos estruturais

Processo: 12/17222-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Dulce Helena Ferreira de Souza
Beneficiário:Guilherme Keppe Zanini
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Spodoptera   Inseticidas   Acetilcolinesterase   Proteínas recombinantes

Resumo

No Brasil, a lagarta do cartucho-do-milho, Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797), é a principal praga da cultura do milho ocasionando grandes prejuízos para o produtor, logo, seu controle é de suma importância. O inseto S. frugiperda está presente em regiões de clima aproximadamente quente e úmido, como as zonas tropicais e subtropicais e sua distribuição é bastante ampla, abrangendo não só o Brasil, mas países de diversas localidades. Apesar da preferência por plantações de milho, a fase larval da S. frugiperda tem também importância primária em culturas de arroz e trigo. Uma das abordagens no controle desta praga é o uso de inseticidas e os mais utilizados atualmente são os Organosfosforados e os Carbamatos, que têm como alvo a inibição da enzima essencial para a sobrevivência da larva, a Acetilcolinesterase (AChE). Esta enzima é responsável pela hidrólise do neurotransmissor acetilcolina e tem sido a molécula alvo no desenvolvimento não somente de inseticidas mas também de medicamentos contra doenças como Alzheimer e glaucoma. Uma vez que o sítio catalítico de AChE de insetos e humanos apresenta uma alta similaridade os inseticidas inibem também a enzima de humanos, o que não é desejável. Para minimizar os efeitos colaterais há a necessidade de busca por inibidores de AChE de S. frugiperda com maior especificidade. O conhecimento da estrutura tridimensional da enzima será primordial neste estudo e para tanto, propomos neste projeto de IC a construção de um sistema para a obtenção da enzima AChE recombinante pura para futuros estudos estruturais. O gene que codifica a síntese da AChE de S. frugiperda será clonado em vetor apropriado para expressão da enzima em P. pastoris e a proteína será purificada e caraterizada enzimaticamente. (AU)