Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do nicho das células satélites na regeneração do tecido muscular e sua homeostasia

Processo: 12/21659-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Maeli Dal Pai
Beneficiário:Raquel Santilone Bertaglia de Almeida
Supervisor no Exterior: Antonio Musarò
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Università degli Studi di Roma La Sapienza, Itália  
Vinculado à bolsa:11/08603-0 - Expressão de fatores miogênicos e de microRNAs no músculo esquelético de ratos submetidos a estímulo atrófico e recuperação por treinamento físico, BP.DR
Assunto(s):Células-tronco

Resumo

Distrofias musculares são um grupo de doenças que afetam principalmente o músculo esquelético e são caracterizadas por perda de massa muscular e fraqueza progressiva. A forma mais comum é a Distrofia Muscular de Duchenne (DMD), causada por uma mutação no gene da distrofina, que resulta na perda da integridade da membrana da fibra muscular. Na tentativa de restaurar a distrofina na membrana da fibra muscular, vários tratamentos têm sido estudados, dentre eles a utilização de enxerto de células tronco. Além disso, evidências preliminares demonstram que o fator de crescimento semelhante à insulina (mIGF-1) mantém a massa muscular e estimula a regeneração do músculo esquelético, aumentando o recrutamento de células tronco circulantes no músculo lesado em camundongos distróficos mdx. Este fato leva à redução da resposta inflamatória, aumenta a força e a massa muscular com ganhos relacionados à sobrevivência e à regeneração muscular. Dessa maneira, uma combinação de terapias para melhorar a capacidade de regeneração muscular e prevenir a necrose do tecido muscular pode ser um tratamento eficaz para diminuir os sintomas causados pela DMD. Neste projeto será testada a hipótese de que modificando o nicho das células satélites na DMD, por meio da super expressão de IGF-1 muscular, pode-se melhorar a eficácia da terapia mediada por este tipo de células. Os objetivos do estudo são melhorar o desempenho da terapia com células satélites para amenizar a degeneração muscular associada à Distrofia Muscular de Duchene; avaliar se a abordagem terapêutica combinada (mdx transplantado e mdx/mIGF-1) garante a manutenção do fenótipo recuperado à longo prazo; definir o papel do mIGF-1 e outros fatores envolvidos com a regeneração e a homeostase de músculos lesados em diferentes fases da doença. Para isso serão utilizados camundongos mdx e mdx/mIGF-1 com idade de 3 e 18 meses submetidos à enxerto de célula tronco isoladas a partir da medula óssea. Após o tratamento os animais serão sacrificados e os músculos EDL e diafragma removidos para análises morfológica, funcional e molecular. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.