Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese de membranas a base de híbridos orgânico-inorgânicos para implantes odontológicos

Processo: 12/17420-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Leila Aparecida Chiavacci Favorin
Beneficiário:Diego Henrique de Araújo Tonhoque
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Polímeros (materiais)   Biomateriais poliméricos   Implantes dentários

Resumo

Um dos obstáculos da implantodontia é a qualidade e a quantidade de tecido ósseo disponível na região receptora dos implantes. Na ausência de tecido ósseo suficiente, deve-se utilizar uma técnica de enxertia óssea, a fim de recuperar o tecido perdido e permitir a reabilitação da área por meio de implantes. A utilização de biomateriais nanoestruturados capazes de liberar substâncias que podem promover a reconstituição do tecido ósseo é uma alternativa promissora e pouco explorada. Desta forma, este projeto tem como objetivo desenvolver membranas poliméricas à base de materiais híbridos orgânico-inorgânicos do tipo ureasil-poliéter para implante subcutâneo e com potencial aplicação na liberação de substâncias capazes de promover a reconstituição óssea. As características estruturais e mecânicas das membranas híbridas dependem fortemente da natureza química do poliéter utilizado na síntese dos materiais híbridos. Assim sendo, neste projeto as condições de síntese dessas membranas serão estudadas e as propriedades estruturais e mecânicas serão controladas pela mistura de diferentes razões massa/massa de poliéteres com alto grau de hidrofilia e intumescimento e de outros com baixo grau de hidrofilia e intumescimento. A partir dessas misturas pretende-se obter membranas biocompatíveis, que apresentem flexibilidade e alta resistência mecânica, características adequadas para o uso em implantes sub-cutâneos. Esse projeto faz parte de uma parceria da Faculdade de Ciências Farmacêuticas que se responsabilizará pela síntese dos híbridos, caracterização estrutural, ensaios de intumescimento e testes de esterilização com a Faculdade de Odontologia, que ficará responsável pela realização dos testes de biocompatibilidade do material. (AU)