Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do laser terapêutico no processo de reparo ósseo de ratos diabéticos

Processo: 12/21592-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ana Claudia Muniz Renno
Beneficiário:Nathalia Antal Mendes
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus   Osso e ossos

Resumo

O Diabetes Mellitus (DM) é uma doença com acometimento sistêmico, sendo o tecido ósseo afetado drasticamente pela hiperglicemia e pela redução e/ou ausência de secreção de insulina. Essas alterações metabólicas diminuem a densidade mineral e a massa óssea, deixando o osso mais suscetível a fraturas. Nestas condições, o processo de reparo ósseo também encontra-se reduzido, aumentando as chances de consolidação precária ou uma não união óssea. Diante deste contexto, vários recursos vêm sendo utilizado com objetivo de favorecer o processo de reparo ósseo. Dentre estes, o laser terapêutico de baixa intensidade (LLLT), vem se destacando devido aos efeitos analgésicos, anti-inflamatorios e reparador. Embora existam resultados positivas sobre a aplicação do LLLT no processo de reparo tecidual, é escassa evidências sobre a aplicação desse recurso terapêutico no tecido ósseo diabético. Perante o exposto, este estudo tem como objetivo verificar os efeitos do laser terapêutico no processo de reparo ósseo de tíbias de ratos diabéticos. Serão utilizados 32 ratos Wistar, submetidos ao procedimento cirúrgico para realização dos defeitos ósseos nas tíbias e distribuídos aleatoriamente em 2 grupos: diabético controle e diabético tratado com LLLT (808 nm, 100 mW, 30 J/cm²). Estes grupos ainda serão divididos em 2 subgrupos, compostos por 8 animais cada, para a realização das análises em diferentes datas de sacrifício. O subgrupo A será sacrificado no 15º dia após a cirurgia e o subgrupo B será sacrificado no 30º dia após o procedimento cirúrgico. Serão realizadas análises histológicas, imunohistoquímicas, morfométricas e biomecânicas. Este trabalho tem como intuito contribuir para o preenchimento de lacunas existentes sobre os efeitos no laser terapêutico no tecido ósseo diabético.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)