Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito mutagênico da poluição atmosférica e percepção da qualidade de vida em praticantes de atividade física aeróbica em ambiente aberto na cidade de Presidente Prudente/SP

Processo: 12/22229-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Dionei Ramos
Beneficiário:Gabriel Faustino Santa Brígida
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Atividade física   Poluição atmosférica   Testes de mutagenicidade

Resumo

A poluição atmosférica é um assunto amplamente abordado devido aos efeitos nocivos que causa à saúde humana. No Brasil, a emissão de poluentes atmosféricos, como o material particulado (MP), gases tóxicos provenientes de processos industriais, fluxo de veículos automotores e queima de biomassa são responsáveis pela exposição de milhões de pessoas todos os anos. A queima de biomassa concentra-se no estado de São Paulo por ser o maior produtor de cana-de-açúcar do país, e as cidades ao redor das usinas, como Presidente Prudente, sofrem influências de poluentes gerados pela queima da palha durante o período de safra, o que pode aumentar os níveis de concentração da poluição atmosférica neste período em associação à poluição veicular. Tal poluição libera para atmosfera MP e substâncias químicas que possuem potencial mutagênico em indivíduos expostos, o que causa efeitos deletérios sobre a saúde, podendo diminuir a percepção de qualidade de vida desses indivíduos. Os objetivos do estudo serão avaliar os efeitos mutagênicos da poluição atmosférica e percepção de qualidade de vida em praticantes de atividade física aeróbica em ambiente aberto. O estudo será realizado na cidade de Presidente Prudente/SP entre os meses de fevereiro a julho de 2013. Participarão do estudo 40 indivíduos saudáveis que serão divididos em dois grupos: grupo exposto, composto por indivíduos que farão atividade física aeróbica em ambiente aberto e grupo controle, composto de indivíduos sedentários que trabalham em ambiente fechado. Todos os participantes serão avaliados quanto à mutagenicidade por meio da frequência de micronúcleos em eritrócitos de sangue periférico e à percepção da qualidade de vida por meio do questionário SF-36 versão curta. Os participantes também realizarão um exame hematológico para a quantificação das células sanguíneas. Durante o período de avaliação a poluição atmosférica será determinada pelo amostrador ativo de partículas, de médio volume, portátil HANDI-VOL e analisados por reflectância e fluorescência de raios-X. A análise estatística descritiva será utilizada para a caracterização clínica dos indivíduos estudados e a distribuição dos dados será avaliada por meio do teste de Shapiro-Wilk. Os dados paramétricos serão analisados através de variância para medidas repetidas seguida de teste Tukey. Para os dados não paramétricos será aplicado o teste Friedman seguido do pós-teste de Dunn. A comparação entre os grupos para todas as variáveis será por meio do teste t não pareado ou teste de Mann-Whitney, dependendo da distribuição dos dados. O nível de significância utilizado será de 5%.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)