Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do óxido nítrico na resposta imunológica mediada pela ativação de receptores Toll-like em camundongos

Processo: 12/24033-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Cyro Alves de Brito
Beneficiário:Beatriz de Stefano Shida
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Receptores toll-like   Imunidade inata   Recém-nascido   Óxido nítrico   Imunomodulação

Resumo

O período neonatal é geralmente marcado pela incapacidade do sistema imune gerar respostas eficazes, o que causa maior suscetibilidade para o desenvolvimento de infecções virais e bacterianas. Esta relativa imaturidade deve-se à ausência de células de memória e reduzida capacidade de desenvolver adequada resposta imune inata e adaptativa. Além disto, os neonatos murinos desenvolvem uma resposta preferencialmente Th2 que parece ser decorrente da baixa secreção de citocinas Th1, como o interferon-gama e o seu indutor, a IL-12. Nos últimos anos, o papel da imunidade inata no desenvolvimento de uma resposta imunológica efetiva, no direcionamento do padrão de resposta (ex.: Th1, Th2, Th17) e da tolerância imunológica tem sido extensamente estudado. A produção de citocinas e expressão de moléculas de membrana por células como macrófagos, células dendríticas e células NK são determinantes no estabelecimento da resposta imune adaptativa. A utilização de compostos agonistas de TLR podem ser uma estratégia promissora na modulação da resposta imune e como adjuvante em vacinas, especialmente no período precoce da vida, quando o sistema imunológico não está completamente maduro. Entretanto, resultados de nosso grupo sugerem que o CpG, agonista do TLR9, tem efeito modulador menor em neonatos do que em adultos, quando analisada a produção de anticorpos e citocinas.Além disso, o óxido nítrico, pelos seus efeitos diversos sobre o sistema imunológico, pode exercer importantes funções reguladoras na resposta imune neonatal. É possível que estímulos pró-inflamatórios, como estímulos pelos agonistas de TLRs, ativem mecanismos imunossupressores nos neonatos. O possível envolvimento do óxido nítrico na modulação da produção de citocinas e quimiocinas em camundongos neonatos não está claro e representa grande interesse para o entendimento da regulação da imunidade neste período de vida.A execução deste projeto contribuirá para uma melhor compreensão sobre o funcionamento do sistema imunológico do neonato frente a estímulos de imunidade inata, visto a grande diferença em relação ao sistema imunológico adulto. Os avanços no conhecimento sobre a ação de agonistas de receptores Toll-like no sistema imune neonatal contribuirá, também, para o estudo da aplicação destes agonistas como adjuvantes em vacinas, tratamento de doenças e estratégias de modulação da resposta alérgica.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)