Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de tratamentos físicos: térmico por aspersão e radiação UV-C associados a biocontroladores no controle de doenças pós-colheita de frutas

Processo: 12/24936-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Daniel Terao
Beneficiário:Tamiris Lima dos Santos
Instituição-sede: Embrapa Meio-Ambiente. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). Jaguariúna , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/23432-8 - Desenvolvimento de tecnologia sustentável para tratamento pós-colheita de frutas, pela integração de métodos alternativos de controle, sem deixar resíduos tóxicos, AP.R
Assunto(s):Controle alternativo

Resumo

A tendência mundial de redução de uso de agroquímicos, principalmente, na fase de pós-colheita, vem exigindo a aplicação de medidas alternativas e integradas para controle de doenças e conservação da qualidade dos frutos. Diante de resultados positivos descritos em literatura e de experiências práticas do uso de tratamento térmico por spray com escovação (HWRB - hot-water rinse and brushes) e de radiação UV-C na pós-colheita de diversos frutos, levanta-se a hipótese de que o efeito antimicrobiano e de indução de resistência da UV-C combinado com o efeito do tratamento térmico por altas temperaturas em curtos períodos de tempo, possam reduzir a população microbiana da superfície dos frutos e de infecções quiescentes, bem como, preservar a qualidade dos frutos por mais tempo. Bem como o controle biológico pelo uso de leveduras apresenta-se como alternativa potencialmente viável no controle de patógenos na pós-colheita de frutas, uma vez que parâmetros ambientais podem ser rigidamente controlados às necessidades do biocontrolador, bem como, pelo fato do produto colhido ser um alvo concentrado para a aplicação dos agentes biocontroladores e a competição com outros microrganismos nativos é minimizada. O presente projeto visa avaliar a combinação de métodos controle físico ao biológico a fim de disponibilizar uma tecnologia sustentável no tratamento pós-colheita de manga, melão e laranja sem deixar resíduos tóxicos, possibilitando o treinamento técnico na área de análise fitopatológica, físico-química, testes in vitro e in vivo de patologia pós-colheita, irradiação de frutas, análise estatística e tabulação de dados experimentais.