Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos mecanismos neuroimunes envolvidos na diminuição da atividade e da migração de neutrófilos induzida por estresse num modelo murino de inflamação intestinal

Processo: 12/21767-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Sandra Helena Poliselli Farsky
Beneficiário:Viviane Ferraz de Paula
Supervisor no Exterior: Elena Gonzalez-Rey
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Instituto de Parasitología y Biomedicina “López-Neyra” (IPBLN), Espanha  
Vinculado à bolsa:11/50853-4 - Avaliação do papel do estresse sobre a atividade e migração de neutrófilos num modelo murino de inflamação intestinal, BP.PD
Assunto(s):Neuroimunomodulação   Doenças inflamatórias intestinais   Doença de Crohn   Estresse fisiológico   Neutrófilos

Resumo

Doença de Crohn e a colite ulcerativa são duas doenças inflamatórias graves do trato gastrointestinal, associadas a um aumento do risco de câncer do cólon. Afetam milhões de pessoas em todo o mundo, causando gastos consideráveis aos sistemas de saúde em países desenvolvidos e, também, no Brasil. As doenças inflamatórias intestinais, conhecidas na literatura como IBD (inflammatory bowel disease), são doenças inflamatórias crônicas remitentes, que causam um prolongado e, às vezes, irreversível dano à estrutura e à função gastrointestinal. A etiologia da IBD não está totalmente definida, mas estudos mostram a influência de múltiplos fatores, incluindo genéticos, ambientais e imunológicos contra a flora bacteriana intestinal. Sabe-se que fatores ambientais como, estímulos estressores físicos e/ou psicológicos, apresentam correlação positiva com a atividade/crise da doença e a investigação destes parâmetros tem sido tema do projeto de pós-doutoramento em andamento. Resultados obtidos durante o 1ºano de pós-doutorado demonstram que o estresse foi capaz de piorar, clinicamente, a colite induzida por DSS, sendo que este quadro foi acompanhado por uma diminuição da atividade e da migração de neutrófilos para o foco inflamatório. Estes resultados englobam um trabalho que está sendo redigido para publicação. No entanto, é imprescindível que os mecanismos envolvidos na regulação neuroimune sobre a migração neutrofílica durante o estresse na IBD sejam investigados. Desta forma, esta solicitação de estágio no exterior vai ao encontro deste objetivo, uma vez que o Laboratório coordenado pela Dra. Elena Gonzalez Rey, do Instituto de Parasitologia e Biomedicina - López-Neyra em Granada, Espanha, possui reconhecimento internacional em estudos que visam compreender a regulação neuroimune de doenças inflamatórias e, ainda, conta com excelente estrutura que permitirá ampliar as abordagens de estudo do projeto proposto inicialmente. Neste sentido, a Dra Elena possui animais nocautes para o neuropeptídeo cortistatina, que possui papel modulador sobre o sistema nervoso central e imune e, ainda, parece modular a evolução da IBD. Assim, a avaliação da ação da cortistatina, associado ao estudo da participação do HPA previamente proposto neste projeto, favorecerá o esclarecimento do eixo neuroimune na piora do quadro de IBD durante o estresse. (AU)