Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da via de sinalização MAPK p38 associada à ativação do PAR2 em células periodontais após infecção por Porphyromonas Gingivalis

Processo: 12/22439-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 20 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 19 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Marinella Holzhausen Caldeira
Beneficiário:Vanessa Tubero Euzebio Alves
Supervisor no Exterior: Ibrahim Alpdogan Kantarci
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Forsyth Institute, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:10/20477-8 - Avaliação da expressão do Receptor Ativado por Protease do tipo 2 (PAR-2) em pacientes com periodontite crônica, antes e após tratamento periodontal não-cirúrgico, BP.DR
Assunto(s):Inflamação   Periodontite   Porphyromonas gingivalis   Receptor PAR-2

Resumo

A associação do receptor tipo 2 ativado por protease (PAR2) com a periodontite foi primeiramente sugerida por estudos in vitro os quais demonstraram que osteoblastos, células epiteliais orais e fibroblastos gengivais humanos expressam o PAR2. Além disso, observou-se que a aplicação local de um agonista seletivo do PAR2 causa periodontite em ratos e que camundongos deficientes em PAR2 (PAR2-/-) apresentam menor inflamação decorrente de infecção por Porphyromonas gingivalis (P. gingivalis). Ainda, Holzhausen et al. (2010) observaram que pacientes com periodontite crônica apresentam um aumento na expressão do PAR2 no fluido gengival comparado com pacientes saudáveis periodontalmente. No entanto, os mecanismos imunoinflamatórios pelos quais a ativação do PAR2 pode levar a uma maior destruição periodontal ainda merecem ser elucidados. Desta forma, o presente estudo irá investigar o papel do PAR2 e da regulação da via de sinalização da proteína cinase ativada por mitógeno (MAPK) na produção de citocinas pró-inflamatórias por células periodontais humanas durante infecção por P. gingivalis. Para isso será realizado um estudo in vitro e a via de sinalização da MAPK p38 via PAR2 será avaliada em células epiteliais e neutrófilos durante a infecção por P. gingivalis. O RNAm do PAR2 em neutrófilos e células epiteliais será avaliado pela reação em cadeia da polimerase em tempo real (PCR-RT) e o possível envolvimento da via de sinalização da MAPK p38 será determinado por Western Blot. Será avaliada a correlação entre a expressão da via de sinalização MAPK p38 e os níveis de mediadores pró-inflamatórios liberados após a ativação do PAR2 em células periodontais humanas infectadas por P. gingivalis. É esperado que, durante a infecção pela P. gingivalis, seja observada uma correlação positiva entre a ativação da expressão do PAR2 e a via de sinalização MAPK. (AU)