Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação do reparo cardíaco pós-infarto pela interação proteica entre SPARC, MMP-3 e osteopontina secretadas por células-tronco do tecido adiposo

Processo: 12/22549-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:José Eduardo Krieger
Beneficiário:Marcus Vinicius Naghetini dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Células-tronco   Isquemia   Metaloproteinase 3 da matriz   Osteopontina   Infarto do miocárdio

Resumo

As doenças cardiovasculares como o infarto do miocárdio são a principal causa de morte na população mundial. As estratégias terapêuticas atuais utilizadas para o tratamento dessas doenças, como a cirurgia de revascularização do miocárdio, angioplastia e medicamentos, não beneficiam de forma satisfatória todos os tipos de paciente fazendo-se necessário o desenvolvimento de estratégias terapêuticas alternativas que se somem às terapêuticas bem estabelecidas.Nesse sentido, a utilização de células-tronco como fonte de células cardíacas mostra-se uma abordagem promissora no contexto da regeneração tecidual. Células-tronco de diferentes fontes utilizadas em estudos pré-clínicos têm apresentado potencial para melhorar a função ventricular pós-lesão do órgão. Entretanto, ao contrário do que se pensava, muitas evidências sugerem que os mecanismos de ação das células-tronco estão fracamente vinculados à transdiferenciação e substituição tecidual. Os mecanismos predominantes das células transplantadas estariam vinculados à ação parácrina através da liberação de moléculas bioativas importantes no contexto do reparo cardíaco pós-infarto. Evidências substanciais mostram que células-tronco de diferentes fontes podem secretar uma gama de citocinas e proteínas pró-angiogênicas, anti-apoptóticas e de proliferação celular importantes para o reparo cardíaco pós-lesão. Em nosso laboratório avaliamos o secretoma de células-tronco do tecido adiposo submetidas a estímulos físicos e químicos e dezenas de moléculas bioativas têm sido identificadas com potencial terapêutico no contexto da isquemia cardíaca. Interessantemente, com o auxílio de ferramentas de bioinformática, analisamos o comportamento interativo entre essas proteínas de forma que pudemos sugerir alguns alvos baseados em suas características pleiotrópicas. Em outras palavras, chegamos a uma rede interativa formada por três proteínas, a saber, SPARC, MMP-3 e osteopontina, provavelmente tenham papéis importantes na modulação do curso da fisiopatologia da isquemia cardíaca. Ademais, quando analisamos o banco de dados do transcriptoma e proteoma do coração isquêmico, verificamos que os fatores supracitados são expressos na condição de lesão e participam da ativação de vias importantes do reparo cardíaco. Em conjunto, o cross-talking entre as moléculas secretadas pelas células-tronco adultas e aquelas expressas pelo coração em consequência da lesão isquêmica, torna-se uma abordagem promissora para a identificação de novas vias de investigação de mecanismos que podem ser explorados terapeuticamente. Com base nisso, esta proposta visa avaliar o efeito interativo das proteínas MMP-3, SPARC e osteopontina, na modulação do processo de reparo cardíaco pós-infarto.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTOS, Marcus Vinicius Naghetini dos. Efeito anti-fibrótico da proteína SPARC em fibroblastos cardíacos (Potencial mediador dos benefícios associados ao trasplante de células-tronco derivadas de tecido adiposo no miocárdio pós-infarto). 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.